Melissa McCarthy faz sucesso ao desafiar a tirania da magreza

Aos 44 anos, a atriz americana está em 'A espiã que sabia de menos', comédia em cartaz em BH

por Fernanda Machado 06/06/2015 10:22

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
ROBYN BECK/AFP
Melissa McCarthy posa ao lado de sua estrela na Calçada da Fama, em Hollywood, instalada em 19 de maio (foto: ROBYN BECK/AFP)
Ela tem mais de 100kg, 1,57m de altura e é uma estrela. Protagonista do longa 'A espiã que sabia de menos', comédia em cartaz em BH, Melissa McCarthy, de 44 anos, constrói sua bem-sucedida carreira na contramão da ditadura da magreza. Em 2012, foi indicada ao Oscar de atriz coadjuvante pelo papel como a dama de honra debochada de Missão madrinha de casamento. Agora, vive uma James Bond de saias sem o menor pendor para o mundo da espionagem.

Com direito à merecida estrela na Calçada da Fama, em Los Angeles, Melissa é popular nos Estados Unidos. Ganhou a cumplicidade de mulheres como ela. “Quem foge do estereótipo de beleza e glamour também merece ter com quem se identificar nas telas”, defende. “Sempre gostei de fazer piada com mulheres perfeitas, magras e com o penteado impecável. Só não podia imaginar que um dia seria paga para fazer isso num set de filmagem”, diverte-se.

A espiã que sabia de menos custou US$ 65 milhões. Melissa faz o papel de uma analista da CIA às voltas com o tráfico de armas, obrigada a trabalhar num porão à sombra do agente vivido pelo galã Jude Law. Acima do peso e com problema de baixa estima, a personagem enfrenta intrigas, tiroteios e perseguições.

“Sempre gostei dos filmes de 007 e de Jason Bourne, gente que nem nos meus sonhos mais alucinantes pensei que pudesse parodiar”, contou Melissa. Obrigada a pagar “mico”, a agente cai – literalmente –, mas sem perder o humor. “Desde criança, aprendi a rir do meu jeito desajeitado e das minhas fraquezas, o que levo inconscientemente para o trabalho”, explica. E revela: seu melhor tombo não foi capturado pela câmera. “Minha personagem coloca saltos altos para entrar despercebida numa festa. Ninguém me avisou que o piso da sala acabara de ser lustrado. Lógico que me esparramei pelo chão ao pisar no set pela primeira vez. Fui a primeira a gargalhar. A equipe técnica também, apesar de eles tentarem disfarçar, por serem educados”, relembrou Melissa, rindo.

PERUCA


O visual da personagem – pouco lisonjeiro, às vezes – contou com a contribuição da própria atriz. Ela própria costuma ir a lojas especializadas em busca de perucas meio bizarras, como aquelas de cabelos enroladinhos. “Assim que encontrava uma, mandava a foto pro Paul usando a escolhida”, contou, referindo-se ao diretor Paul Feig.

A parceria de Melissa e Feig é antiga. O cineasta a dirigiu em Missão madrinha de casamento (2011), comédia que chamou a atenção da crítica, As bem-armadas (2013) e A espiã que sabia de menos, que estreou em maio. O quatro projeto vem aí: a retomada da franquia Os caça-fantasmas, clássico dos anos 1980.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO