Charlize Theron incentiva feminismo no trabalho: ''precisamos bater o pé''

Atriz vencedora do Oscar comentou diferenças em salários pagos a homens e mulheres em Hollywood: ''Assim que pedi eles concordaram''

por Fernanda Machado 08/05/2015 18:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / Valerie Macon
''As garotas precisam saber que ser um feminista é uma coisa boa'', enfatizou atriz (foto: AFP PHOTO / Valerie Macon )
Em dezembro de 2014, quando e-mails vazados da Sony mostraram a diferença nos valores pagos para homens e mulheres do elenco do filme Trapaça, a atriz Charlize Theron ficou tão revoltada que insistiu em receber o mesmo que o ator Chris Hemsworth receberia para a sequência do filme Branca de neve e o caçador. A revelação foi feita por Charlize em uma entrevista à revista Elle UK. "Assim que pedi eles concordaram", declarou. "Eles não relutaram. E talvez essa seja a mensagem: precisamos simplesmente bater o pé". A atriz incentivou que outras mulheres se manifestem para garantir seus direitos no que diz respeito aos salários iguais. Um relatório da Organização Internacional do Trabalho (OIT) revelou que, em todo o mundo, as mulheres ganham 77 por cento dos valores pagos aos homens. A cifra melhorou apenas três pontos percentuais nos últimos vinte anos. "As garotas precisam saber que ser um feminista é uma coisa boa", reforçou a atriz sul-africana de 39 anos."Não significa que você odeia os homens. Significa direitos iguais". A vencedora de um Oscar se uniu publicamente à luta estimulada pela candidata à presidência dos Estados Unidos Hillary Clinton, e as também premiadas Patricia Arquette e Hilary Swank.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO