Novela teen 'Malhação' comemora 20 anos no ar, mas sofre com altos e baixos

Folhetim global chegou às telinhas em 1995, mostrando o cotidiano de uma academia

por Diário de Pernambuco 22/04/2015 10:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
GShow/Divulgação
Casal Pedro e Karina ganhou simpatia entre os espectadores da novela (foto: GShow/Divulgação)
Malhação completa 20 anos, hoje, idade maior do que a do público a que se destina. Quando estreou, em abril de 1995, o programa era uma incógnita: como falar para o jovem numa novela, gênero de que ele, geralmente, não gosta? “Malhação é a única soap opera brasileira. Uma temporada é completamente independente da outra, mudando os personagens, as tramas e, muitas vezes, o cenário. O jovem não está acostumado nem disposto a ficar 200 capítulos esperando um desfecho, como acontece nas novelas”, define Claudio Ferreira, estudioso de televisão e mestre pela UnB.

A longevidade do programa que começou numa academia de ginástica, passou por um curso pré-vestibular e hoje está entre um estúdio de muay thai e uma escola de teatro é surpreendente. “Eu me lembro que quando começou falava-se em durar cinco anos”, aponta Cláudio.

Se uma novela tradicional como Império e Babilônia sofre com a chamada “barriga”, período de enrolação em que a trama não é desenvolvida, imagine uma que dura 20 anos. A oscilação entre a audiência e a qualidade do programa é grande e a dificuldade de manter o “padrão” maior ainda. “É um desafio. A atração tem fôlego, mas está fadada a altos e baixos. É um risco trabalhar com esse público e nessa faixa de horário”, afirma Cláudio.

A ligação de Malhação com o jovem sempre foi direta — ou, pelo menos, é essa a intenção. Uma das armas para isso é a escolha dos temas. “É preciso que os redatores estejam sempre atentos ao que a garotada discute”, alerta Cláudio. Com o adolescente cada vez mais conectado, a tentativa de interação entre Malhação e o mundo virtual é crescente. O site tem material exclusivo e, pela quantidade de curtidas e compartilhamentos de cenas, percebesse que a aceitação tem aumentado.

Alguns personagens mantêm blogs e, há três temporadas, a TV Orelha - blog da novela - divertia a todos com imagens de bastidores e de zoação entre os alunos. Atualmente, as questões sociais ganham força com flashmobs, prática que dialoga muito com os jovens, organizados pela galera da Ribalta. Vários atores que vemos hoje em papéis de destaque na telinha passaram por Malhação no início da carreira, como André Marques, Cauã Reymond, José Loreto e Fernanda Vasconcellos. “É um laboratório para novos atores, diretores e autores. Mas só permanece no meio quem tem talento. O rostinho bonito fica mais dois, três anos e desaparece”, afirma Cláudio.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO