Mano Brown, do Racionais Mc's, é preso em São Paulo e será liberado após assinar termo

O rapper foi parado em uma blitz na zona sul da capital paulista. A informação foi confirmada pela produtora do grupo.

por Fernanda Machado 06/04/2015 15:53

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
(foto: Divulgação)
Mano Brown, líder do Racionais Mc's, foi preso após ser parado em uma blitz policial em São Paulo. A informação foi confirmada pelo companheiro de banda Edi Rock e pela página no Facebook da produtora do grupo, Boogie Naipe. 

De acordo com a Polícia Militar, Mano tentou furar uma blitz na avenida Caldeira Filho, zona sul de São Paulo. Ao parar o veículo, a PM constatou que os documentos do rapper estavam atrasados e teve início uma discussão. O rapper foi levado à delegacia acusado de desacato e foi levado para prestar depoimento. 

A equipe do Portal Uai tentou contato com a assessoria de imprensa de Brown, mas não teve retorno. 
 

Nota Informamos que o rapper Mano Brown foi detido sob suspeita de desacato e se encontra no 37 DP Campo Limpo espera do posicionamento da autoridade policial competente. Obrigada.

Posted by Boogie Naipe on Segunda, 6 de abril de 2015
 
 
 
Liberado
 
Mano Brown será liberado após assinar um termo circunstanciado e será liberado em seguida, conforme relato de seu advogado advogado Rafael Omaghe. Segundo o defensor, Mano Brown foi 'levemente agredido' durante abordagem e discutiu com os policiais, por isso acabou conduzido para a delegacia. 

Ornaghe contou que o cantor foi parado em uma blitz, saiu do carro e os PMs o pediram para colocar as mãos sobre o veículo. Quando Brown fazia o movimento para erguer os braços, um policial encostou nele e o cantor 'pediu calma'. Em seguida, o PM teria puxado os braços do rapper, o algemado e jogado no chão. 

Fãs e amigos aguardavam a saída do rapper. O secretário de Direitos Humanos e Cidadania da cidade, Eduardo Suplicy, chegou à delegacia para conversar com Brown.  
 
Em julho de 2004, Mano também foi preso por desacato à autoridade. Ele foi liberado um dia depois da ocorrência após pagar fiança de R$ 60. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO