Conheça os 'fansubbers', fãs que produzem legendas para séries

Guerra entre TV e pirataria movimenta mercado de legendas

por Pedro Siqueira 03/03/2015 11:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
HBO/Divulgação
Série 'True detective', da HBO, é uma das mais populares da atualidade (foto: HBO/Divulgação)
O crescimento da pirataria nas séries de TV também gerou um fenômeno conhecido como “fansubs”. Popularizado em 2004, quando o grupo 'Psicopatas' começou a traduzir episódios do seriado 'Lost', se caracteriza por reunir grupos de pessoas - na maioria fãs das séries - para traduzir os episódios pirateados na Internet, muitas vezes ultrapassando a TV convencional em agilidade.

As células se autodenominam “legenders”. Gybiru, membro do grupo N.E.R.D.S., explica o fenômeno: “A vontade vem do hobby. Todas as equipes fazem isso porque gostam. É gratificante proporcionar aos fãs o trabalho”. Entre os grupos mais populares, destacam-se, inSubs, inSanos, ManiacSubs e United. As equipes são parceiras e disponibilizam as traduções no portal Legendas.tv, que chega a receber média de dois mil downloads por legenda.

A divisão de como cada grupo assume um programa também é bem definida. “Existe uma pessoa que administra todo o site e decide que equipe ficará com cada série. Para isso, a equipe deverá pedir o destaque para esse “ADM”, desde que esteja dentro dos padrões exigidos”. Os N.E.R.D.S. (Nerds animados para arrebentar fazendo legendas), por exemplo, se encarregam de sitcoms e programas de cultura geek, como 'The Big Bang Theory'. A familiaridade com os assuntos abordados e conhecimento das referências culturais também ajudam.

Apesar da agilidade na produção das “fansubs”, existem fãs de séries que ainda preferem as legendas “oficiais”, como a estudante Camila Santos, de 20 anos: “Acho o trabalho dos fãs interessante, mas, às vezes a preocupação com a agilidade pode fazer  o produto sair com erros”. O tempo de produção de cada legenda varia de acordo com a série. “Costumamos dar o prazo de um dia para cada legenda, mas isso varia com a popularidade da série. 'Revenge' e 'The walking dead', com mais fãs, ganham prioridade”, explica o representante anônimo do ManiacSubs.

"Acho positivo saber que os fãs se mobilizam para legendar as séries que gostam. Ainda não os vejo como ameaça. Por ser uma produção amadora, às vezes as legendas saem com erros. Mas é uma boa forma de recrutamento, pois muitos legenders podem, um dia, se tornar tradutores profissionais. Tivemos que nos adaptar. Hoje, o prazo para legendar uma série profissionalmente não dura mais do que cinco dias. Nosso “time de elite” conta com 50 pessoas que trabalham em tradução e sincronização… Mas estou bem atento ao crescimento das “fansubs”. Muitos nos procuram e, com treinamento, se tornam parte da equipe.”
Moacyr Lopes, diretor executivo da Gemini Media, de legendas de canais Globosat, como Multishow e Telecine


"Fazemos tudo por vontade própria, é hobby. Não esperamos retorno financeiro. Começamos a legendar porque sempre fomos fãs das nossas séries e achamos que quem assiste merece a melhor qualidade possível. Existem coisas como piadas, que só funcionam se forem adaptadas de acordo com o contexto da trama, uma coisa que quem não acompanha e vai traduzir dificilmente entende. É gratificante proporcionar esse trabalho que é bem melhor do que vários de legenda remunerados”
Gybiru, legender do N.E.R.D.S., que atua com séries como The Big Bang Theory e New girl

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO