Kardashian "quebrou a internet", mas outras capas já polemizaram; relembre

Equilibrando uma taça de champanhe no bumbum ou nua de costas, a celebridade honrou o título da edição de inverno da Paper: 'Break the Internet'

14/11/2014 12:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Paper Magazine/Divulgação
Kim Kardashian na capa da edição de inverno da Paper (foto: Paper Magazine/Divulgação)
A foto da socialite Kim Kardashian, na capa da edição de inverno da revista Paper tem acumulado comentários e memes web afora. Coberta por óleo e exibindo um volumoso bumbum, a foto da celebridade foi tema de diversas montagens nas redes sociais. A imagem, divulgada por ela no Instagram na quarta-feira (12), já passa das 800 mil curtidas e continua dando o que falar.

A estratégia é velha conhecida das bancas: as capas de revistas se superam na arte de capturar a atenção dos leitores. Algumas foram mais bem-sucedidas do que outras e as tentativas geraram verdadeiros ícones.

Lennon e Yoko para a Rolling Stone

A edição de janeiro de 1981 da Rolling Stone trouxe um clássico para o mundo da fotografia. Annie Leibovitz foi a última pessoa a tirar um foto de John Lennon, cinco horas antes de ele ser assassinado. Em 2005, a capa da revista foi votada pela American Society of Magazine Editors como a melhor dos últimos 40 anos.

Divulgação/Rolling Stone
Yoko e Lennon na capa da Rolling Stone de 1981 (foto: Divulgação/Rolling Stone)


O barrigão de Demi Moore

A foto de Demi Moore grávida de sete meses na capa da edição de agosto de 1991 da Vanity Fair teve impactos duradouros. Lembrada com frequência, foi até mesmo repetida em outras revistas. A foto, também feita por Annie Leibovitz, é um dos trabalhos mais famosos da fotógrafa. A capa da Vanity Fair marcou uma época, fazendo com que fotos de grávidas entrassem na moda e se tornassem, inclusive, um nicho rentável para fotógrafos.

Vanity fair/Divulgação
Demi Morre grávida de 7 meses na capa da Vanity Fair em 1991 (foto: Vanity fair/Divulgação)


Flechas em Ali

Considerado um dos maiores pugilistas da história do esporte, Muhammad Ali protagonizou uma capa polêmica da revista americana Esquire. A capa retrata o famoso boxeador sendo perfurado por seis flechas, parecendo um mártir. Publicada em abril de 1968, um ano depois da recusa de Ali em entrar no Exército Americano, a capa é uma defesa ao atleta que foi condenado e destituído do seu título por não ter se alistado.

Esquire/Divulgação
Muhammad Ali na capa da revista americana Esquire (foto: Esquire/Divulgação)


Megan Fox na GQ

Megan Fox causou frenesi com a edição de outubro de 2008 da revista britânica GQ. Com fotos de Terry Richardson - conhecido por fazer imagens eróticas e que mais recentemente fez um ensaio com Miley Cyrus – a capa foi super comentada por esbanjar sensualidade com Fox em biquíni preto.

GQ/Divulgação
Megan Fox na capa da GQ em 2008 (foto: GQ/Divulgação)


"Sou gay"

Quando Ellen DeGeneres disse ao mundo “Sim, eu sou gay”, ela o fez em uma entrevista para a revista Times. A edição de abril de 1997 foi uma virada na vida da apresentadora e a capa se tornou um ícone. Após a revelação, Ellen ficou três anos sem trabalhos e demorou um pouco mais para conseguir voltar à cena hollywoodiana.

Time/Divulgação
"Sim, eu sou gay", diz Ellen na Time de 1997 (foto: Time/Divulgação)


Bolinhas

Tyra Banks, vestida em um biquíni de bolinhas rosas, foi capa da Sports Illustrated em 1997. A capa com a atriz ficou em terceiro lugar em um concurso feito pela emissora americana NBC este ano.,
 
Sports Illustrated
Tyra Banks de bolinhas rosas na capa da Sports Illustrated (foto: Sports Illustrated)
 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO