Investigação confirma suicídio do ator Robin Williams

Artista foi encontrado morto em sua casa, no norte de São Francisco (Califórnia), em 11 de agosto, com um cinto ao redor do pescoço e com cortes no punho esquerdo

por AFP - Agence France-Presse 08/11/2014 17:24

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Lucas Jackson / Reuters
(foto: Lucas Jackson / Reuters)
O ator Robin Williams, de 63 anos, suicidou-se por asfixia em agosto passado, de acordo com as conclusões da investigação realizada pelas autoridades americanas e divulgadas nesta sexta-feira, três meses após a morte do astro.

Em um comunicado, o xerife do condado de Marin, Robert T. Doyle, declarou que a causa da morte foi "asfixia por enforcamento" e que a forma foi "um suicídio".

Robin foi encontrado morto em sua casa, no norte de São Francisco (Califórnia), em 11 de agosto, com um cinto ao redor do pescoço e com cortes no punho esquerdo.

As provas toxicológicas também revelaram que o ator não ingeriu álcool, nem drogas, antes de falecer, mas "foram detectados medicamentos prescritos em doses terapêuticas".

Nos últimos meses de vida, Robin Williams procurou ajuda para superar uma profunda depressão agravada pelo vício em drogas e no álcool.

Três dias depois da morte do ator, sua mulher, Susan Schneider, revelou que seu marido sofria do Mal de Parkinson, uma doença "sobre a qual ainda não estava preparado para falar publicamente".

"Foi corajoso, enquanto lutava contra a depressão, a ansiedade e os primeiros estágios da doença de Parkinson", disse a viúva.

Williams ganhou seu único Oscar pela atuação no filme "Gênio indomável", escrito por Ben Affleck e Matt Damon.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO