Rainha Elizabeth visita estúdios de 'Game of thrones' e ganha réplica do trono de ferro

Monarca conheceu atores em passagem pelas instalações da série na capital da Irlanda do Norte

por Fernanda Machado AFP 24/06/2014 17:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

AFP PHOTO/Arthur Allison
Rainha da Grã-Bretanha foi apresentada ao trono de ferro, ícone das disputas de 'Game of thrones' (foto: AFP PHOTO/Arthur Allison)
Enquanto o Príncipe Harry conhecia admiradores belo-horizontinos em passagem pelo Minas Tênis Clube, a Rainha Elizabeth II mergulhava nos cenários da série de TV 'Game of thrones' em Belfast, capital da Irlanda do Norte, nesta terça-feira, 24.  A passagem da monarca pelas instalações aconteceu após visita simbólica a uma antiga prisão onde os dois atuais líderes da Irlanda do Norte foram detidos durante os "Troubles".

 

Veja fotos de visita da Rainha Elizabeth aos estúdios de 'Game of thrones'

 

A atração do canal norte-americano HBO, que narra a guerra entre clãs para conquistar um reino imaginário em uma época inspirada na Idade Média, é filmada em grande parte em estúdios em Belfast. A rainha e seu marido, o príncipe Philip, que realizam uma visita de três dias à província de Ulster, conheceram alguns atores.

Elizabeth II foi presenteada com uma réplica em miniatura do lendário trono de ferro da saga de George R.R. Martin. 'Game of thrones' está envolvido diretamente na recuperação da economia local, com a criação de 900 postos de trabalho em tempo integral na Irlanda.

 

Confira imagens do Príncipe Harry em BH

 

Pouco antes, o casal real visitou uma antiga prisão onde foram encarcerados o protestante Peter Robinson e o católico Martin McGuinness, atuais números 1 e 2 do governo biconfessional da Irlanda do Norte. A penitenciária de Crumlin Estrada Gaol, fechada em 1996, é agora um museu.

Peter Robinson, líder do Partido Democrático Unionista (DUP), foi preso várias vezes na década de 1980 por seu envolvimento nos protestos contra a assinatura do Acordo Anglo-Irlandês dando certos direitos a Dublin sobre a província britânica da Irlanda do Norte.

Martin McGuinness, membro do Sinn Fein, permaneceu preso por mais de um mês em 1976 por pertencer ao Exército Republicano Irlandês (IRA), uma acusação que mais tarde foi abandonada pela justiça. A rainha se reuniu segunda-feira à noite com o líder nacionalista pela primeira vez por dez minutos, um sinal dos esforços para consolidar o processo de paz na Irlanda do Norte.

AFP PHOTO/Arthur Allison
Elizabeth II e o marido, Príncipe Phillip, conheceram os bastidores da série durante visita diplomática a Belfast (foto: AFP PHOTO/Arthur Allison)
Ela havia encontrado McGuinness durante uma visita a Belfast em junho de 2012 como parte de seu jubileu de diamante. Nesta ocasião, eles apertaram as mãos diante das câmeras em um gesto histórico. Martin McGuinness foi um dos líderes do IRA que combateu o domínio britânico no Ulster por 30 anos de conflito em que mais de 3.500 pessoas foram mortas. Ele também foi um dos principais arquitetos do processo que levou ao acordo de paz da Sexta-feira Santa em 1998.

A própria rainha já havia realizado em 2011 uma histórica visita à Irlanda, a primeira de um soberano britânico ao país desde a sua independência em 1922, considerado um passo crucial no processo de reconciliação.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO