Miss Tailândia renuncia ao título após desejar a morte de manifestantes políticos do país

Weluree Ditsayabut postou no Facebook que simpatizantes do antigo governo mereciam execução

por Fernanda Machado AFP 09/06/2014 16:25

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

REUTERS/Stringer
Weluree enfrentou críticas por ter escrito que apoiadores ao regime ''deveriam ser todos executados'' (foto: REUTERS/Stringer)
A Miss Tailândia Universo renunciou ao título nesta segunda-feira, 9, menos de um mês depois de sua coroação. Weluree Ditsayabut, de 22 anos, enfrenta uma onda de críticas nas redes sociais por seus comentários políticos contrários aos manifestantes do país. Chorando, a jovem anunciou abrir mão do título, que também lhe dava o direito de competir no concurso de beleza internacional Miss Universo.

A atriz e ex-apresentadora de televisão disse que a resposta brutal dos internautas havia roubado o sonho dela e de sua mãe. Weluree foi ridicularizada na internet por comentários que ela havia publicado previamente no Facebook, nos quais pedia a execução de todos os simpatizantes do ex-governo da Tailândia, que descreveu como opositor da monarquia no país. A ex-miss também foi chamada de obesa por alguns usuários da rede social.

 

Origem da revolta

A mudança radical no governo da Tailândia aconteceu em maio, quando a primeira-ministra Yingluck Shinawatra foi deposta por abuso de poder. Seguiu-se à decisão um golpe de estado, quando as forças armadas passaram a governar o país. A miss Weluree Ditsayabut é apoiadora do novo regime, instaurado por uma junta militar, e opositora da ex-ministra, que representava um governo provisório de monarquia constitucional.

 

Sob aprovação do rei Bhumibol Adulyadej, a junta militar dissolveu o Senado, dirigindo o poder legislativo ao líder do golpe, e impôs sistemas de censura aos meios de comunicação, inclusive pela internet. Ao fim do último mês, os responsáveis pelo regime anunciaram a possibilidade de novas eleições serem realizadas em agosto de 2015.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO