Priscila Fantin abre o jogo sobre sua depressão na TV

Bahiana criada em BH, atriz acredita que a distância de suas raízes na capital mineira ajudou a agravar o quadro da doença

por Fernanda Machado 07/05/2014 10:38

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Reprodução/TV Globo
Nascida na Bahia e criada em Minas, atriz acredita que distância de BH foi um dos fatores mais importantes para a doença (foto: Reprodução/TV Globo)
A atriz Priscila Fantin estava há quatro anos longe da TV. O hiato tem um motivo: ela foi diagnosticada com depressão crônica em 2008 e desde 2010 não estrelava uma novela. O afastamento foi para tratar a doença.

Fantin falou sobre o problema no programa 'Encontro com Fátima Bernardes' na última terça-feira. Entre os motivos possíveis para a doença, aposta na distância de Belo Horizonte, cidade onde foi criada e de onde se mudou aos 16 anos de idade para dar início à sua carreira. "Fui criada em BH, minhas amigas estão lá. Trabalhei muito e não tinha muito tempo para vivenciar minha vida pessoal. Eu não conseguia dividir o meu tempo", explicou.

A doença da atriz foi caracterizada pela baixa produção de serotonina, molécula envolvida na comunicação entre os neurônios. A baixa produção dessa substância pode levar a problemas com o sono, de concentração e, consequentemente, à depressão. "Embora eu ame trabalhar, o problema é que eu não tinha uma vida social ativa. Então me deu uma saudade de tudo. Da família que sempre morou distante e das amigas que estavam em Belo Horizonte. Era falta de vivência, amores, cores e sabores".

Perguntada se já se sentia 100% recuperada da doença, a atriz afirmou que pelo fato de estar conseguindo falar sobre o assunto acredita em uma recuperação. Priscila voltou às novelas com uma participação em 'Malhação', já neste ano.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO