Polícia acredita que heroína levou à morte de Peaches Geldof

Apresentadora foi encontrada morta em abril, em sua própria casa

por Fernanda Machado 02/05/2014 13:33

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / MIGUEL MEDINA
(foto: AFP PHOTO / MIGUEL MEDINA )
A polícia britânica considera fortemente que a morte de Peaches Geldof tenha sido provocada por heroína, segundo informações divulgadas nesta quinta-feira. A apresentadora de televisão, filha do cantor irlandês Bob Geldof, foi encontrada morta no último 7 de abril, aos 25 anos de idade. A necropsia se mostrou inconclusiva.

"O uso recente de heroína e os níveis identificados parecem tê-la levado à morte", avaliou o inspetor Paul Fotheringham, ao iniciar a investigação judicial sobre o falecimento da jovem.  O jornal britânico The Times já havia afirmado, também nesta quinta, que Geldof morreu por overdose de heroína, assim como sua mãe, Paula Yates, morta em 2000.

Peaches, que escrevia para revistas e jornais britânicos, e apresentava programas de televisão, foi encontrada morta em sua casa de campo em Kent (sudoeste), onde estava com o filho de 11 meses.

Seu segundo marido, Thomas Cohen, de 23 anos, não estava em casa desde o dia anterior. Não conseguiu falar com ela por telefone, e decidiu acionar a polícia. A polícia tentou encontrar materiais para consumo de droga na residência, mas as buscas terminaram sem resultado.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO