George Clooney vai pagar cerca de 100 mil euros a amigas após perder aposta sobre casamento

As sortudas vencedoras da aposta são Michelle Pfeiffer, Nicole Kidman e Sandra Bullock

por Fernanda Machado 02/05/2014 10:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Neil Hall/File/Reuters
(foto: Neil Hall/File/Reuters)
O ator George Clooney terá que pagar cerca de 100 mil euros a três amigas após perder uma aposta. De acordo com site português, Diário de Notícias, a galã do cinema apostou com Michelle Pfeiffer, Nicole Kidman e Sandra Bullock que nunca mais se casaria. Porém, o ator pediu em casamento a advogada libanesa Amal Alamuddin.

George Clooney terá então que pagar 60 mil euros a Pfeiffer, 25 mil à Kidman e 12.500 a Bullock, que haviam apostado que ele subiria ao altar novamente.

Líbano comemora romance de Amal Alamuddin com o ator

O Líbano anda encantado nos últimos dias com uma agradável surpresa: uma libanesa, Amal Alamuddin, conquistou o coração do solteiro mais cobiçado de Hollywood, George Clooney. Uma pessoa próxima à família da noiva contou à AFP que Amal e George estão "loucamente apaixonados" e acrescentou que os familiares dela conheceram o ator nos Estados Unidos e gostaram muito dele.

Ramzi Sabbagh, um morador de Baakline, região onde a família da noiva vive, está muito feliz com a notícia. "É o orgulho do Líbano e, sobretudo, de Baakline", diz. E isso mesmo que poucos conheçam de fato a jovem, já que Amal, nascida em Beirute em plena guerra civil (1975-1990), deixou o país com sua família quando tinha três anos rumo ao Reino Unido, onde obteve a nacionalidade britânica.

A morena, de 36 anos, provoca fascínio no país porque representa as gerações libanesas que precisaram fugir da guerra e foram bem-sucedidas no exterior. Quando a revista People divulgou a informação sobre o noivado, os internautas libaneses demonstraram seu orgulho e aproveitaram o tema para lançar piadas e ironias.

"Vamos eleger George Clooney como presidente", dizia um deles, ironizando sobre o tempo que o Parlamento está levando para escolher um chefe de Estado. Como Líbano e Israel estão teoricamente em guerra, há quem anuncie que o Estado hebreu, para se vingar, "lançou uma ofensiva militar contra Clooney".

Este país onde os vínculos familiares são fortes adotou simbolicamente o ator americano, de 52 anos, como "libanês" e alguns o chamam de "primo George", um nome muito comum entre os cristãos libaneses.

E como não podia deixar de ser, surgiram paródias do conhecido anúncio publicitário de Clooney para a marca Nespresso: "Clooney deixa Nespresso por Café Najar", uma conhecida marca libanesa. Contactados pela AFP, os pais da eleita não quiseram fazer comentários. "Como família, não comentamos a vida particular de nossos filhos", afirmou à AFP seu pai, Ramzi, professor da Universidade americana de Beirute.

Sua mãe, Baria, uma conhecida jornalista do jornal pan-árabe Al-Hayat de Londres, que já entrevistou personalidades como Fidel Castro, Margareth Thatcher ou Indira Ghandi, também não quis fazer comentários. A revista People divulgou no último sábado a informação sobre o noivado de Clooney e Alamuddin, e dois dias depois o escritório de advocacia onde ela trabalha parabenizou o casal pelo noivado, mas até o momento não foi feito nenhum anúncio oficial.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO