Valesca Popozuda é chamada de grande pensadora em prova de escola pública do DF

A avaliação foi aplicada a estudantes da CEM 3 de Taguatinga e causou polêmica na internet

por Correio Braziliense 07/04/2014 20:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AgNews
(foto: AgNews)
Uma prova de filosofia aplicada a alunos do Centro de Ensino Médio 3 de Taguatinga, no Distrito Federal, trouxe uma questão polêmica, que chama a funkeira Valesca Popozuda de grande pensadora contemporânea. A diretoria da escola admitiu que o texto foi elaborado por um dos professores. A imagem da questão da prova foi reproduzida em páginas na internet e em redes sociais, onde foi duramente criticada.

"Tenho que admitir que, infelizmente, essa questão é de uma prova daqui. Estou boquiaberto", disse José Bonfim, funcionário de apoio à direção do CEM 3 de Taguatinga. A princípio, ele havia dito que "era muito improvável" que essa questão de prova tivesse sido aplicada no colégio, mas, depois de conversar com colegas, confirmou a informação. José Bonfim preferiu não informar o nome do professor de filosofia que elaborou a prova. O educador dá aulas para turmas de 2ª e 3ª séries do ensino médio durante o período da manhã e não estava no Centro de Ensino Médio na tarde desta segunda-feira.

Grande parte dos internautas que comentou sobre a publicação considerou a questão inadequada. Em um dos comentários, um aluno que fez a prova disse acreditar que o professor elaborou a questão por brincadeira, mas afirmou não concordar que esse tipo de conteúdo deva fazer parte de uma avaliação escolar. No entanto, um grupo de estudantes que fez a prova saiu em defesa do docente. Muitos comentaram que foi uma forma de descontração e de tornar o clima de aplicação da prova menos tenso e que, além disso, todo o resto da avaliação estava de acordo com o assunto estudado em sala de aula e os alunois teriam sido orientados a estudar o conteúdo do livro didático antes de fazer a avaliação.

Divulgação
(foto: Divulgação)


Informação errada

A postagem de uma página no Facebook chegou a atribuir equivocadamente a questão a uma prova do Sistema de Avaliação da Educação do Estado do Rio de Janeiro (Saerj). A Secretaria de Estado de Educação (Seeduc), no entanto, esclareceu que a questão não está presente nem na prova do Saerj nem na do Saerjinho.

Vários internautas, inclusive, postaram mensagens dizendo que haviam feito a prova e que não viram essa questão, por isso, levantaram dúvidas sobre a veracidade da informação. A maioria, porém, postou comentários depreciativos e questionamentos sobre o ensino público no país.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO