Atriz canadense condenada à prisão por perseguir Alec Baldwin

Genevieve Sabourin foi considerada culpada por assediar o ator

por AFP 14/11/2013 18:32

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
STAN HONDA / AFP
Genevieve Sabourin foi condenada por perseguir Baldwin após os atores se conhecerem durante as gravações de 'Pluto Nash', em 2010 (foto: STAN HONDA / AFP)
Um juiz de Nova York considerou nesta quinta-feira a atriz canadense Genevieve Sabourin culpada de assediar e perseguir o ator Alec Baldwin e a condenou a 210 dias de prisão. Sabourin perseguiu implacavelmente Baldwin e aterrorizou sua esposa, afirmou o juiz Robert Mandelbaum, que a condenou pelas cinco acusações que pesavam contra a atriz. Sabourin sempre negou as acusações de perseguição ao colega americano, alegando que não havia feito nada de mal e que apenas buscava dar um encerramento à relação romântica que teve com Baldwin em 2010. A atriz canadense conheceu o protagonista da sitcom '30 Rock' quando trabalharam juntos nas filmagens de 'Pluto Nash'. Baldwin nega ter mantido relações sexuais com Sabourin e a acusou de bombardeá-lo com centenas de e-mails indesejados e ligações telefônicas, e de enviar mensagens ofensivas para sua esposa no Twitter. O juiz disse que, independente das circunstâncias de sua relação com Baldwin, Sabourin não tinha direito a buscar um contato com o ator sabendo que ele não queria isso. Sabourin submeteu Baldwin a "uma implacável campanha e a uma escalada de ameaças que serviu para assediar, perturbar e alarmar Baldwin e aterrorizar sua esposa", afirmou o juiz. Mandelbaum disse ainda que Sabourin mostrou "absoluta falta de respeito pela lei" e uma falta de disposição básica de aceitar que as regras da sociedade civil sejam aplicadas a ela como a todos os demais.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO