Suposta carta de Anthony Hopkins compara 'Breaking bad' a tragédias de Shakespeare

Em email publicado em redes sociais, vencedor do Oscar afirma que elenco da série é formado por ''melhores atores que já vi''

por Bossuet Alvim 14/10/2013 18:10

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

REUTERS/Luke MacGregor e AMC/Divulgação
''Sua performance como Walter White é a melhor atuação que já vi'', teria escrito Hopkins sobre Bryan Cranston, que dá vida ao protagonista da série de TV (foto: REUTERS/Luke MacGregor e AMC/Divulgação)
Semanas após chegar ao fim em episódio que atraiu mais de 10 milhões de espectadores nos EUA, a série 'Breaking bad' pode ter ganhado um novo troféu para fazer companhia à conquista da última edição do Emmy. Trata-se de uma carta elogiosa que teria sido escrita por Anthony Hopkins, 75 anos, um dos maiores astros vivos do cinema norte-americano e, na teoria, integrante da legião de fãs do programa.

 

Endereçado ao protagonista, Bryan Cranston, o email foi publicado na íntegra via Facebook e Twitter pelo ator Steven Michael Quezada, que interpreta o policial Gomez na trama. Horas depois de ser disponibilizado na rede social, o texto foi tirado do ar e ainda não há confirmação oficial por parte da AMC, emissora que transmitiu o sucesso de audiência, ou de qualquer dos envolvidos quanto à declaração atribuída a Hopkins.

Segundo o email, o vencedor do Oscar de Melhor Ator teria encarado as seis temporadas da atração em duas semanas. "Acabo de terminar uma maratona de 'Breaking bad', do primeiro episódio da primeira temporada aos últimos oito episódios da sexta temporada. Um total de duas semanas (viciantes) assistindo. Nunca havia assistido nada parecido. Brilhante!", elogia Hopkins no email.

A Bryan Cranston, que dá vida ao professor de química que se transforma em produtor de metanfetamina, o intérprete de Hannibal Lecter não poupa adjetivos. "Sua performance como Walter White é a melhor atuação que já vi — em todos os tempos", escreve o veterano de Hollywood.

Detrator assumido dos bastidores de Hollywood — "Eu meio que perdi a confiança em tudo, na verdade" — Hopkins, que volta às telonas como Matusalém na superprodução 'Noé' em 2014, aponta a série da AMC como uma nova esperança no mundo do entretenimento. "Este seu trabalho é espetacular — absolutamente encantador". O ator elogia o trabalho de "produtores, escritores, diretores, diretores de fotografia" e ressalta que "todos os departamentos conseguiram manter a disciplina e o controle do início ao fim" nos seis anos de produção.

Ao tratar do elenco, Anthony Hopkins chega a comparar 'Breaking bad' com o alto escalão da dramaturgia. "O que começou como uma comédia de humor negro, descendeu em um labirinto de sangue, destruição e inferno. Foi como uma grande tragédia jacobiana, shakesperiana ou grega", ele descreve.

E continua Hopkins em seu email a Bryan Cranston: "se você tiver a oportunidade, repasse minha admiração a todos — Anna Gunn, Dean Norris, Aaron Paul, Betsy Brandt, R.J. Mitte, Bob Odenkirk, Jonathan Banks, Steven Michael Quezada, todos — todo mundo que nos deu grandes aulas de performance... A lista é interminável".

 

As últimas linhas da carta trazem a declaração definitiva da admiração de Hopkins por 'Breaking bad'. "Obrigado. Este tipo de trabalho/arte é raro e quando acontece, uma vez a cada época, restaura a confiança. Você e todo o elenco são os melhores atores que já vi".

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO