Serão leiloadas radiografias que indicam cirurgia plástica de Marilyn Monroe

Prontuário médico de datação entre os anos 1950 a 1962 pode render até 30 mil dólares

por Estado de Minas 09/10/2013 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Eve Arnold/Magnum
(foto: Eve Arnold/Magnum)

Marilyn Monroe morreu em agosto de 1962, aos 36 anos, de overdose de barbitúricos e provável suicídio. Ao que parece, a diva jamais poderá descansar em paz. Um prontuário médico com 10 radiografias indicando que ela fez cirurgia plástica será leiloado no mês que vem. Datado de 1950 a 1962, deve render de US$ 15 mil a US$ 30 mil.


Promovido pela Casa Julien’s, em Los Angeles, o leilão está marcado para 9 e 10 de novembro. A empresa é especializada em objetos pertencentes a celebridades. Anotações do cirurgião plástico Michael Gurdin confirmariam as especulações de que Marilyn “entrou na faca” por razões estéticas.


O vendedor, que permanece anônimo, ganhou o prontuário e as radiografias de presente de Gurdin. Os documentos médicos trazem referências a um implante de cartilagem no queixo em 1950. Os principais filmes da diva – 'Como agarrar um milionário', 'O pecado mora ao lado' e 'Quanto mais quente melhor' – são posteriores à intervenção.


Martin Nolan, diretor-executivo da Julien’s, afirma que cirurgias plásticas eram algo “muito novo” na década de 1950. De acordo com ele, achava-se que a beleza de Marilyn era natural. Muita gente não acreditou ao saber que ela recorrera ao bisturi – hábito tão em voga atualmente. Em 2010, três radiografias peitorais de Marilyn, datadas de 1954, foram leiloadas por US$ 45 mil.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO