Policial teria elogiado corpo de Whitney Houston depois de morta

Um agente da polícia que levantou o lençol que cobria o corpo sem vida da cantora teria feito comentários desapropriados, segundo acusações de um colega

por AFP - Agence France-Presse 18/09/2013 17:36

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
ETHAN MILLER
Corpo da cantora Whitney Houston teria sido desrespeitado por policial (foto: ETHAN MILLER )
LOS ANGELES - "Caraca, ela continua bonita, né?", teria comentado o detetive de Bevery Hills, Terry Nutall, ao ver o corpo da cantora na noite em que foi encontrada morta na banheira do quarto do Beverly Hilton Hotel em 11 de fevereiro de 2012.

O autor da denúncia, outro policial, o sargento Brian Weir, afirma que foi despojado de vários privilégios depois que denunciou a seus superiores a suposta conduta inadequada de Nutall, de acordo com o jornal Los Angeles Times.

"Nutall, sem motivos legítimos, se ajoelhou e se inclinou sobre a falecida e abaixou o lençol até uma altura abaixo da zona púbica. Depois ficou muito próximo, tocando o corpo... enquanto fazia comentários desapropriados... que a falecida 'ainda era atraente para uma mulher de sua idade e estado atual' e 'caraca, ela continua bonita", contou o denunciante. "Ele tratou o cadáver de uma forma que Nutall sabia que causaria indignação à sensibilidade dos familiares", alegou Weir em sua queixa, apresentada em 11 de setembro passado.

Depois de apresentar queixa a seus superiores, o departamento de polícia de Beverly Hills tomou medidas de represália contra ele. "Weir sofreu e continuará sofrendo danos financeiros e não financeiros, incluindo angústia emocional", alega o advogado de defesa. Um médico legista determinou que a cantora de 4 anos morreu afogada de forma acidental, depois

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO