Famosos participam de protestos nas ruas e compartilham fotos das manifestações

Atores, cantores e outras celebridades usaram redes sociais para incentivar o movimento

por Fernanda Machado Agência Estado 17/06/2013 19:34

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Twitter/Instagram/Reprodução
Artistas como Thaila Ayala, Gaby Amarantos e Maria Gadú foram às ruas de suas respectivas cidades (foto: Twitter/Instagram/Reprodução)
A mobilização popular que levou milhares de manifestantes às ruas de várias cidades brasileiras nesta segunda-feira, 17, também afetou a classe artística. Através da internet, celebridades das telas e da música, entre outras, mostraram que faziam parte dos protestos com fotos e textos.

 

Veja mais fotos de celebridades nos protestos pelo país

 

No Rio de Janeiro, a cantora Maria Gadú e o ator Leandro Léo se uniram a amigos e enrolaram-se em bandeiras antes de seguirem para um local de concentração de manifestantes. Os atores Bruno Gagliasso, Giovanna Ewbank e Thaila Ayala também foram às ruas da capital fluminense, onde a multidão chegou a cerca de 100 mil pessoas, segundo especialistas da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

Já na capital paulista, os atores Sérgio Marone e Fernanda Paes Leme foram ao Largo da Batata, de onde partiu a manifestação que chegou a 65 mil pessoas segundo estimativa da Polícia Militar.

A cantora Gaby Amarantos reuniu-se a fãs e conterrâneos no protesto pacífico que percorreu as ruas de Belém, capital do Pará. Todos estes famosos aproveitaram para convidar seus seguidores à integrarem o movimento, com o uso de hashtags como "vemprarua, #ogiganteacordou e #paismudonãomuda.

Apoio pela rede

Pelo Instagram, a atriz Juliana Paes compartilhou a já conhecida foto de uma manifestante com um cartaz: "Desculpe o transtorno, estamos mudando o País." A atriz Thammy Miranda compartilhou, também no Instagram, mensagem que destacava: "Vandalismo é o que fazem com seu pai na fila do médico".

 

A apresentadora Didi Wagner compartilhou a capa do jornal O Estado de S. Paulo da última sexta-feira, 14, com a manchete sobre o protesto da quinta. "Não dá pra defender vandalismo contra o bem público. Mas a PM, com suas ações truculentas contra a população, só deu vexame ontem. E o governo (municipal, estadual, federal - sim, coloco todos dentro do mesmo saco), também", comentou.

A atriz Mayana Neiva compartilhou no Instagram a foto da jornalista Giuliana Vallone, da Folha de S.Paulo, ferida com uma bala de borracha no olho, com a pergunta: "Que país é esse?". A cantora Luiza Possi reproduziu foto de um policial jogando spray de pimenta em um cinegrafista. "Não, isso não foi no golpe militar de 1964, foi ontem, em 2013 e em São Paulo", afirmou.

A cantora e atriz Leilah Moreno postou foto e mensagem dizendo ter ficado presa em prédio por causa da confusão na manifestação de quinta. "Não venham para a Copa", disse. A cantora Gaby Amarantos publicou fotos da Tropa de Choque partindo para cima de manifestantes que estavam sentados na rua.

Pelo Twitter, o ator José de Abreu disse que o movimento "mostrou pra classe média como a PM age contra os pobres". O comediante Rafinha Bastos fez uma convocação, também pelo Twitter: "Amanhã (hoje) tem uma super manifestação no Largo da Batata (SP) que começa às 17h. Todo mundo lá!". "É a Primavera brasileira", disse o cantor Lulu Santos pelo Twitter, numa referência à Primavera Árabe.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE MEXERICO