Ancho, no Cruzeiro, oferece cortes de carne que conquistaram fãs em BH

Bar e restaurante ganhou um novo local neste ano e continua famoso pelos pratos feitos à base de carne

por Ana Clara Brant 04/08/2017 09:00

Fotos: Túlio Santos/EM/D.A Press
Clailton Bialchi diz que ancho agrada por ser suculento e macio. (foto: Fotos: Túlio Santos/EM/D.A Press )

O ancho é considerado a parte nobre do contrafilé. Tem uma camada fina de gordura que se estende sutilmente entre as fibras, dando sabor e personalidade à carne. De nome espanhol (significa largo), é conhecido no Brasil como filé de costela. Os franceses o chamam de noix ou entrecôte. Em BH, ele dá nome a um restaurante recém-aberto no Bairro Cruzeiro.

''Com bastante marmoreio (acumulação de gordura intramuscular), o ancho é extremamente suculento e macio. Para garantir sua máxima qualidade, é essencial que venha de gado de boa procedência. Temos um fornecedor exclusivo de carnes provenientes da Argentina, do Uruguai e do Sul do Brasil'', revela Claiton Biolchi, gerente do Bar e Restaurante Ancho.

A primeira unidade foi aberta há três meses, em Lourdes. O sucesso surpreendeu os proprietários, que decidiram investir em um novo local. ''Aqui no Anchieta, ocupamos o espaço onde ficava o Rei do Espeto. As duas casas pertencem ao mesmo grupo. Como essa região sempre foi conhecida por ter muitos bares, a ideia era focar em um restaurante'', explica Biolchi.

Isso não significa que os frequentadores têm que jantar ou almoçar. Há várias opções de entradas e tira-gostos, batizadas de tapeando – justamente para tapear a fome. São elas: carpaccio de filé ao molho de mostarda dijon e minissalada de rúcula (R$ 24), linguiça de filé de costela angus com chimichurri e farofa de torresmo (R$ 28), croc baiano (pastel artesanal recheado com bobozinho de camarão, R$ 32) e papas rústicas (batata-canoa acompanhada de bacon e molho gorgonzola, R$ 18).

CHORIZO
O carro-chefe da casa, claro, é o ancho. São oferecidos três tipos, em peças de 300g: regular (R$ 28), angus premium (R$ 55) e o wagyu super premium (R$ 95). Outra pedida é o chorizo, corte localizado na parte central do contrafilé com capa de gordura externa (R$ 32; 300g). Essas são algumas opções do Parrillando, que servem bem uma pessoa. Geralmente, elas vêm com acompanhamentos individuais: porções de arroz, batata frita, batata com gorgonzola, farofa com ovos ou purê de batata-doce (R$ 12 cada).

As sugestões mais alentadas ficam na seção Compartilhando: ancho em tiras (500g de corte fino do filé de costela fatiado sobre pedra de sal do Himalaia; R$ 55) e t-bone angus (500g de corte, que compreende o filé-mignon e a parte central do contrafilé; R$ 95).

Adeptos da happy hour têm na terça-feira um dia especial. Das 17h às 22h, o cliente paga R$ 39 e bebe cerveja Original à vontade. No mesmo horário, a taça de vinho (branco, tinto ou rosê) custa R$ 9. Além do chope Stella (R$ 7,50), há uma vasta carta de cervejas e vinhos.

VARIEDADE
A casa prepara também sanduíches, como o panini marguerita (pão, muçarela de búfala, tomate e manjericão; R$ 22) e choripan (pão, linguiça de filé de costela angus e chimichurri; R$ 24), além da salada mediterrânea (folhas, atum, olivas negras, ovos de codorna e molho dijon; R$ 24).

Entre as sobremesas, há uma sugestão mais light, o black fit (bolo búlgaro sem glúten, sorbet de chocolate 70% e lascas de castanha-do-pará; R$ 16), e a chocolate tower (petit de chocolate, sorvete de caramelo com flor de sal e casquinha de chocolate; R$ 23).

ANCHO
Rua Vitório Marçola, 160, Anchieta. (31) 3656-0473. Abre terça-feira, das 17h à 0h; de quarta a sexta-feira, das 18h à 1h; sábado, das 12h à 1h; e domingo, das 12h às 18h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA