Coma sem culpa: dicas para encarar as tentações (calóricas) no inverno

Comemos mais e nos movimentamos menos, ficamos mais em ambientes fechados e preferimos alimentos quentinhos e calóricos. Essa combinação pode ser perigosa, pois consumimos mais calorias e gastamos menos energia. Porém, pequenos cuidados diários confortam o corpo e o apetite sem engordar

por Anna Marina 19/06/2017 17:14

Nestlé/Divulgação
Se preferir fondue de chocolate com frutas, opte pelo produto diet (foto: Nestlé/Divulgação)
Sopinha no jantar, sanduíches mais reforçados, chocolates enriquecidos com creme de leite, fondue nas noites mais familiares... E por aí vai a mesa no inverno. Quando cai a temperatura, é natural sentirmos mais fome, pois o clima faz com que nosso corpo gaste mais energia para manter a temperatura estável. 

 

Comece valorizando as folhas, que não devem ser consideradas apropriadas só para os dias quentes. No almoço, quando as temperaturas são mais elevadas, elas cumprem bem seu papel. No jantar, abuse dos vegetais cozidos – para refinar, capriche nas ervas aromáticas, que realçam o sabor de cada alimento. As sopas são boa opção, mas lembre-se: alguns legumes, como os tubérculos (batata, mandioquinha, mandioca, inhame, cará e cenoura), contêm um teor elevado de carboidratos e devem ser consumidos com moderação. Procure sempre incluir folhas e carne magra na sopa. Deixe o pão ou a torradinha de lado
Mude a ingestão de frutas para lanchinhos intermediários, entre as refeições. E lembre-se: algumas delas engordam, independentemente da temperatura do dia. Quanto às guloseimas consideradas apropriadas para o inverno, quando for consumir fondue, ou fazê-lo em casa, priorize queijos magros (como o cottage) e prepare a receita com leite desnatado. Use pão integral e fique de olho no vinho, o acompanhamento tradicional do fondue, por causa das calorias. Se preferir fondue de chocolate com frutas, opte pelo produto diet.


Massas, em geral, engordam sempre – principalmente as temperadas com molhos gordurosos, como o branco à base de queijo e vinho. Experimente receitas que se apoiam em vegetais, como o brócolis, o que melhora o poder nutritivo do prato.


O insubstituível chocolate quente pode ser preparado com leite desnatado e cacau em pó. Para ficar ainda mais irresistível, acrescente uma porção de pó para pudim diet, que deixa a bebida mais cremosa, sem aumentar as calorias. Os doces de frutas podem ser explorados no inverno com o maior sucesso. Maçã ou banana esquentadas no micro-ondas com canela em pó não têm calorias. Porém, se levarem um pouco de manteiga e queijo magro, ficam mais saborosas. Alimentam, sem a necessidade de ser complementadas por outro prato.


Truque bom para diminuir o apetite é o recomendado para quem tem diabetes: adotar refeições intermediárias com frutas, chocolate diet (pequena quantidade) e muito líquido. Consuma bastante chá, que não só esquenta como mantém o organismo hidratado.


Para não sofrer com as restrições, promova pelo menos uma bela refeição semanal usando produtos que não engordam – peixes, mariscos ou frango refogados com muito caldo grosso. Afinal, ninguém merece sentir fome e frio.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA