Com ferramentas certas, é possível criar em casa refeições 'gourmets'

Aprenda a usar os finalizadores

por Laura Valente 27/03/2016 09:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
Bastão para confeitar (foto: Divulgação)
O sabor é condição fundamental para o sucesso de uma refeição, mas não a única: quesitos como aparência e textura também interferem diretamente no prazer oferecido ao comensal. Tanto que há ferramentas corretas para aerar, maçaricar, assar ou gaseificar ingredientes e misturas, e também acessórios que ajudam a montar as receitas nos pratos de forma atrativa e precisa. Chef executivo do Senac de Belo Horizonte, Luciano Avelar explica que esses instrumentos recebem o nome de finalizadores culinários e conta que não estão mais restritos aos profissionais da área. %u201CDe uns anos para cá, o interesse em torno da gastronomia contemporânea cresceu, o que vem exigindo capricho e criatividade extra dos profissionais, e, com isso, uma corrida da indústria para oferecer tais ferramentas para os chefs e também para o público amador%u201D, analisa. Nas aulas práticas ministradas na escola, ele ensina que cada uma das ferramentas serve para um tipo de função, e ressalta que todas têm em comum a capacidade de facilitar, agilizar ou precisar o trabalho na cozinha. %u201CUm objeto bacana é o fracionador de molhos, tipo de funil. Ele tem um pequeno gatilho que quando acionado dispensa a mesma quantidade de molho em pratos diferentes, o que facilita a operação dos cozinheiros e garante o padrão da refeição%u201D, ressalta. Outros exemplos são o maçarico, os vários tipos de sifão (só para ingredientes frios, como chantili, o térmico que suporta temperaturas altas e baixas, e ainda o que gaseifica bebidas), pinças de inox com diferentes tipos de garras para dispor ingredientes em posições específicas no prato (e muitas vezes de difícil alcance). Também há o tapete de silicone antiaderente para forno que aguenta até 300 graus de temperatura e é usado para produzir casquinhas escultóricas, como tuille de queijo. Avelar relaciona ainda ferramentas como o aro modelador de inox (que dá diferentes formas a porções), bisnagas cirúrgicas (para criar gotas e demais desenhos decorativos), entre outros. Para o chef, mesmo em uma cozinha doméstica o investimento vale a pena. %u201CCozinhar envolve paixão, e quem é apaixonado quer ver o resultado da produção, quer servir um prato muito bem apresentado seguido de excelência de sabor. Para isso é necessário quebrar barreiras e, nesse sentido, os finalizadores são de grande valia, pois facilitam a vida do cozinheiro, principalmente quando o número de convidados é maior, o que exige padronização e agilidade%u201D.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA