Enólogo português vem a Belo Horizonte para noites de degustação na Casa Rio Verde

Álvaro Van Zeller é descendente de família que há 14 gerações se dedica ao negócio na região do Douro, onde é produzido o vinho do Porto

por Eduardo Tristão Girão 23/03/2016 11:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Álvaro Van Zeller/Divulgação
(foto: Álvaro Van Zeller/Divulgação)
Eleito ano passado melhor enólogo de vinhos generosos pela principal publicação portuguesa do ramo, a Revista de Vinhos, Álvaro Van Zeller chega semana que vem a Belo Horizonte para comandar duas noites de degustações dirigidas de vinho do Porto. Dias 28 e 29, às 19h30, na Casa Rio Verde (Rua Marília de Dirceu, 104, Lourdes).

O preço, por pessoa, é de R$ 115 (sócios do clube de vinho da loja têm 30% de desconto), incluindo degustação de seis rótulos da linha Maynard’s. Serão provadas as variedades 10 anos, Colheita 2013, 20 anos, LBV 2009, o incomum branco 10 anos e um valorizado vintage 2000. Os convites devem ser comprados no site www.vinhosite.com.br.

Van Zeller é descendente de uma família que há 14 gerações se dedica ao negócio de vinhos do Douro, região portuguesa onde é feito o vinho do Porto. Nasceu em Lisboa, mas formou-se em agronomia da Universidade de São Paulo. Fez pós-graduação no Instituto de Enologia da Universidade de Bordeaux, na França, e, de volta ao Brasil, desenvolveu projeto com uva de mesa no Rio Grande do Norte.

Ele foi enólogo da Quinta de Noval, empreendimento de sua família que se tornou uma das mais emblemáticas quintas do Douro. Os vinhos do porto da Maynard's começaram a ser comercializados em 1998 por meio da Barão de Vilar, outro negócio iniciado por familiares. A marca já conquistou dezenas de prêmios em eventos internacionais nos últimos anos e alguns de seus rótulos antigos são bem pontuados pelo crítico Robert Parker.

Uma das peculiaridades da atuação de Van Zeller como enólogo é o trabalho em torno do vinho do Porto branco envelhecido, até recentemente restrito a colecionadores. Não por acaso, foi ele o responsável por lançar o primeiro vinho do porto deste tipo formalmente no mercado, em 2007. No caso, trata-se do Andresen 10 anos White (ele atuou como consultor enológico na Casa Andresen).

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA