Point gastronômico ganha pizzaria, parrilla e hamburgueria

Estabelecimentos no Prado chamam atenção pela diversidade

por Eduardo Tristão Girão 08/01/2016 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Vieira/EM/D.A Press
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)
Só bares, o Prado tem vários: tradicionais, moderninhos, de quintal, de carnes exóticas e por aí vai. Fora os espetinhos (que dominam a área), há também japoneses, pizzarias e o indiano Namastê. Muitos estabelecimentos foram abertos nos últimos anos, criando a imagem plural do bairro, recentemente contemplado com casas que ajudam a reforçar essa característica. Agora, há uma parrilla, uma hamburgueria e outra pizzaria.

O uruguaio José Recoba comanda a parrilla Hola Que Tal, na Avenida Francisco Sá. Prestes a completar 20 anos em BH, ele passou mais da metade desse tempo diante das grelhas da Parrilla del Mercado, atuando também como consultor em outras casas. Sonhava ter o próprio restaurante e não viu problema em abri-lo entre os espetinhos daquela via. “Isso ajuda, pois quando outras novidades aparecem, chamam ainda mais a atenção”, explica.

Sobre a brasa de lenha, Recoba prepara, sobretudo, carnes uruguaias como bife de chorizo (R$ 38), bife parrillero (contrafilé aberto, ao molho de vinho, R$ 39), bife ancho (R$ 48) e picanha (R$ 45), além de galeto desossado, morcilla, linguiça e salsichão – guarnições à parte. Para sobremesa, sugere a porção de churros feitos no local com creme de doce de leite mineiro (R$ 17, oito unidades). Cervejas custam a partir de R$ 8 (garrafa de 600ml) e vinhos em torno de R$ 65 (garrafa).

Na mesma avenida, o Black Burger se tornou, acidentalmente, ponto de encontro de veganos. Motivo: a proprietária Luciana Braga tem uma filha adepta do movimento, que lhe pediu opções de hambúrgueres no cardápio. O primeiro a ser testado foi o “bife” feito de abóbora, dentro do pão de beterraba com guacamole, anéis de cebola, alface, tomate e cenoura (R$ 24, com batatas fritas e suco natural). Fez tanto sucesso que não demoraram a surgir as versões com lentilha e grão-de-bico, cada uma com os próprios recheios.

“Vira uma comunidade, pois as pessoas não chegam só para elogiar, mas para dar sugestões. Já vieram pedir pão sem glúten e estamos procurando formas de fazê-lo. Cerca de 70% das solicitações do delivery são de hambúrgueres veganos. Os carnívoros estão comendo essas opções também, o que é bacana demais”, comemora Ronan Morais, um dos sócios. Hambúrgueres de carne bovina e sanduíches com frango e peixe também estão disponíveis.

HARMONIA Já a pizzaria Basílica aposta em redondas assadas em forno a gás, cobertas com molho de tomate fresco feito pela cozinheira da família dos proprietários, os irmãos Guilherme e Gustavo Diniz. Um dos sabores que a dupla sugere, entre os 15 disponíveis, é o de queijo brie, cebola roxa e mel.

As pizzas têm três tamanhos (25cm, 30cm e 35cm), com preços em torno de R$ 22, R$ 41 e R$ 52, respectivamente. Há rodízio às terças e quartas-feiras (R$ 35 por pessoa). As cervejas custam a partir de R$ 10 (garrafa de 600ml).

ONDE IR
» Basílica
Rua Turquesa, 598, Prado. (31) 99184-2266. Aberto de terça-feira a domingo, das 18h30 à 0h30.

» Black Burger
Rua Francisco Sá, 154, Prado. (31) 2515-2004. Aberto de terça-feira a domingo, das 18h à 1h.

» Hola que Tal
Rua Francisco Sá, 268, Prado. (31) 99130-3776. Aberto de terça a sexta-feira, das 17h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo e feriado, das 12h às 17h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA