Em BH, Maior Tropeiro do Mundo pode entrar para o livro dos recordes com 3 toneladas

Evento gratuito em praça do Bairro Santa Tereza serviu comida típica a mais de 2,5 mil pessoas

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Mateus Parreiras/EM/D.A Press
Recorde na capital mineira superou em 6 vezes marca anterior, registrada por feijão de 500 quilos (foto: Mateus Parreiras/EM/D.A Press)
O recorde do "maior feijão tropeiro do mundo" pode ter sido alcançado em Belo Horizonte neste sábado, 18, com evento que serviu 3 toneladas do prato na Praça Duque de Caxias em Santa Tereza, Região Leste.

 

O número, verificado por representantes do Livro Guinness dos Recordes, é seis vezes maior que a marca registrada em recorde anterior. A organização do evento estima que mais de 2,5 mil pessoas foram servidas até as 14h, quando as filas e o estoque da comida típica ainda pareciam longe de acabar.

 

Veja fotos do Maior Feijão Tropeiro do Mundo

 

Além dos pratos gratuitos de feijão tropeiro, o público tinha a opção de comprar versões incrementadas da iguaria, em menu formado pelas versões Mineirão (com bife de lombo, arroz, ovo frito, couve, torresmo e molho de tomate a R$ 15), Duas Farinhas (farinhas de mandioca e milho, linguiça de pernil e calabresa, torresmo, couve crispy e pimenta dedo de moça por R$ 12) e Vegetariano (linguiça, bacon e torresmo de soja, pururuca de farinha de trigo, salsinha e cebolinha, a R$ 10).

Mateus Parreiras/EM/D.A Press
Além de servir tropeiro grátis, organização criou menu com três versões mais 'caprichadas' do prato (foto: Mateus Parreiras/EM/D.A Press)
Nem tudo foi delícia, contudo: a poucas horas de acontecer, a festa dedicada ao Maior Feijão Tropeiro do Mundo enfrentou mudanças drásticas no esquema de organização. De acordo com a organização, um dia antes do feijão chegar aos pratos na praça, o poder público alterou o que havia sido combinado com produtores. "Na véspera, recebemos um comunicado das autoridades competentes informando que vai ser necessário abrir a praça pois do contrário o evento será cancelado", avisou pelo Facebook o grupo Gastronomia na Praça, responsável pelo evento.

 

Veja mais do evento que marcou "O Maior Tropeiro do Mundo"

 

O plano inicial era fechar a Praça de Santa Tereza e trocar ingressos por doações de alimentos. A medida possibilitaria manter o controle sobre a quantidade de pessoas servidas e garantir a circulação, para que todos pudessem saborear o feijão recordista. A abertura obrigatória do evento, porém, não chegou a comprometer o andamento da festa. Apesar das longas filas formadas nas três barracas onde a comida era oferecida, a reportagem observou que a multidão aguardava paciente e levava na esportiva o tempo de espera.

Gastronomia na Praça/Divulgação
Evento planejado para receber público em troca de doações precisou mudar de planos na véspera (foto: Gastronomia na Praça/Divulgação)
 



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA