Sucesso e tempero de atrações musicais marcam o Food Truck Festival

Público esgotou os ingressos para aproveitar as delícias dos veículos adaptados em Nova Lima

por Ailton Magioli 07/02/2015 20:51

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Marcos Vieira/EM/D.A. Press
Cobertura permitiu que publico aproveitasse atrações sem se preocupar com o tempo chuvoso (foto: Marcos Vieira/EM/D.A. Press)
A instabilidade do tempo não foi empecilho para o engenheiro Leonardo Verdi surpreender a família, ontem à tarde. Muito menos para os organizadores do Food Truck Festival atrairem público ao Condomínio Alphaville Lagoa dos Ingleses, em Nova Lima, na Grande BH, onde se reuniram os 21 carros de alimentação participantes do evento. "Acompanhamos o movimento na cidade e, quando soube do festival, decidi levá-la de surpresa", conta Leonardo, que fez a festa da mulher, a pedagoga Bruna, em meio a uma série de opções gastronômicas, que iam do brigadeiro às massas, passando pelo vinho, pão de queijo, hambúrguer, empanadas, paletas mexicanas e sorvete, este para a alegria de Gabriela, a filha do casal, de apenas 3 anos. Totalmente open air, nos últimos dois dias o festival sofreu uma transformação radical graças à agilidade da equipe organizadora que, liderada por Lucas Fonda, providenciou a cobertura da área para receber os food trucks, com direito ao belo visual da Lagoa dos Ingleses. "Trata-se de uma festa superdemocrática, de preços acessíveis, tanto em termos de bilheteria quanto da comida e que, no decorrer do dia, vai atraindo de um público bem família, de toda Belo Horizonte, para um mais jovem, que não quer perder as atrações musicais", avaliou Lucas Fonda, estimando a passagem de cerca de 3 mil pessoas pelo festival. Tendência consolidada mundialmente, que se estabeleceu inicialmente no eixo Rio-São Paulo, a comida sobre rodas vem ganhando adeptos em Belo Horizonte, com adesão total, também, de consumidores. "Não há nada igual em BH. É um evento muito bacana", elogiava a produtora musical Luana de Araújo Moraes, moradora da Pampulha, que conseguiu emplacar um show da cantora Labanka na agenda musical do Food Truck Festival. Acompanhado da filha Gabriela, o casal Leonardo e Bruna Verdi através sou a cidade, literalmente, ao sair do bairro Boa Vista, na Regional Leste, parachegar a Nova Lima. "Aqui há atrações para público de 8 a 80 anos", comemorava o produtor Lucas Fonda, gerente da Alterosa Produções, que contou com a promoção do Estado de Minas, Guarani FM, Portal Uai e revista Encontro para o evento. De olho no potencial do mercado belo-horizontino para a novidade, uma das proprietárias da Só Coxinha, de São Paulo, anunciou que já pesquisa a carne seca como recheio para inclusão no cardápio do food truck. A unidade belo-horizontina já tem dias fixos em praças da cidade, conforme agenda divulgada nas redes sociais. João Paulo Rocha, da Cantina Daspu, disse que vende em média 100 lasanhas por noite no ponto fixo que mantém no alto da Avenida Afonso Pena, há sete anos. Depois de circular pelo mundo (34 países) com seu Wine World Adventure, Horácio Moraes Barros anuncia, ao lado dos filhos Pedro Henrique e Natália Barros, a criação de uma escola itinerante de vinhos. "O foco serão os cursos em condomínios fechados de Belo Horizonte e em cidades do interior", anunciou o empresário.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA