Sobremesas de Natal chamam a atenção pelo sabor e visual convidativo

Item essencial nas ceias de fim de ano, a sobremesa encanta crianças e adultos. Panetones pelados e bolo de churros são algumas das novidades que devem enfeitar a mesa do brasiliense este ano

por Manoela Alcântara e Correio Braziliense 18/12/2014 14:46

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ana Rayssa/ Esp. C.B/D.A Press
Vedete de 2014, o bolo de churros virou hit na internet (foto: Ana Rayssa/ Esp. C.B/D.A Press)
Assim como a criançada elege o brinquedo da moda a cada Natal, os amantes da boa mesa prezam pela qualidade e procuram novidades para as festas de fim de ano. As sensações nos lares das famílias brasilienses neste final de 2014 são sobremesas à base de churros e os bolos pelados — aqueles sem cobertura, mas com recheios transbordando entre as camadas. A tradição mantém espaço, mas alguns doces antigos receberam novos ingredientes para agradar a todos os paladares. Quem não pretende ter trabalho em casa deve correr, pois alguns estabelecimentos nem aceitam mais encomendas.

Os bolos de churros, sensação declarada na internet após a publicação do chef Bruno Veloso, 27 anos, também ganharam o Natal. “Ele estava na moda em outros lugares, mas era feito só com doce de leite e canela. A diferença da minha receita está em um ingrediente: os churros”, explica Veloso. Na preparação do chef, há pelo menos vinte unidades da guloseima ao redor da base, decorada com doce de leite argentino.

Com as encomendas encerradas para dezembro, o jovem, recebeu mais de mil pedidos (de Brasília a Israel). No início de dezembro, o blogueiro Hugo Gloss e outros famosos compartilharam a foto do bolo que havia feito sob encomenda para uma amiga de Bruno. Uma das encomendas, uma unidade de dois andares, foi feita para Hugo Gloss, o responsável pelo sucesso de Veloso nas redes e será entregue no dia 24, "Esse será de graça", brinca.

Cioccolateria/Divulgação
Bolo pelado de chocolate com motivos natalinos da Cioccolateria (foto: Cioccolateria/Divulgação)

No ano passado, quando o produto não estava no auge, o brownie e o bolo Ópera, feito em camadas, eram os favoritos para a data. Os clássicos panetones, por exemplo, não são feitos com frequência pela dificuldade do chef em encontrar fôrmas apropriadas para entregar o doce aos clientes.

Veloso segue a linha de confeitaria internacional e conta que costuma fugir de preparações tradicionais comuns à data, como as rabanadas. Para este ano, ele sugeriu aos clientes uma versão do bolo Floresta Negra, feito com mousse, brioche de nozes e creme de confeiteiro, e os famosos macarons, de vários sabores. O bolo de churros, como não poderia deixar de ser, está no topo da lista.

No Lago Sul, a Las Pitangas produziam a iguaria antes do boom nas redes sociais. Para a festa cristã, elas criaram uma versão da guloseima: o bolo de churros na lata. Decorada com motivos natalinos, a sobremesa é a mais pedida. Como a edição é limitada, uma das sócias do estabelecimento alerta: “Como tudo é fresco e sem conservantes, não trabalhamos com pronta entrega. Os pedidos, principalmente, os das latas, são limitados e devem se esgotar em breve”, diz Joana Giordano.

Segundo ela, o Natal é uma das melhores datas para quem trabalha com sobremesas, comparado somente com a Páscoa. Ela e a sócia, Bruna Prieto, elaboraram pelo menos quatro tipos de doces para a data comemorativa: brigadeiros natalinos, os bolos na lata — também com a versão de brownie —, chocotones e bolos. Os panetones pelados, como o recheado com crème brûlée, também agradam.

Gilberto Alves/D.A Press
Tronco de Natal da confeitaria Daniel Briand: tradição francesa (foto: Gilberto Alves/D.A Press)

Na Cioccolateria Doceria e Café, as encomendas começaram ainda em novembro. Nesta época do ano, os doces não são pedidos somente para enfeitar e adoçar a noite de Natal ou a de ano-novo, mas se transformam em verdadeiros presentes. Segundo a proprietária da doceria, Cecília Castro, bombons finos com cereja, damasco, castanhas e nozes têm boa saída. “Os panetones pelados também são bem pedidos. Criamos uma linha completa para o Natal. Temos desde bolo de churros e bolo inglês até versões decoradas com pasta americana. Eles podem virar Papai Noel ou bonecos de neve”, explica.

Para a sorte dos fãs de uma das mais requisitadas confeitarias de Brasília, ainda é possível fazer pedidos. Há cerca de 20 anos, Daniel Briand vende o clássico Buche de Noël. No Brasil, chamado de Tronco de Natal. De última hora, a casa chegou a receber 200 encomendas em anos anteriores. “Na França, é um doce muito famoso. Desde quando cheguei a Brasília, optei por mantê-lo, mas somente nesta época do ano. Vendemos o Buche de Noël ao longo de dezembro”, conta Daniel Briand.

Brigadeiro
Fazendo jus à especialidade da casa, a Brigadeirando criou especialmente para as festas de fim de ano o Brigatone. Todos recheados com brigadeiro belga, o que varia são os sabores. Tem de doce de leite com nozes, churros, limão, crème brûlée, tradicional e casadinho. Ainda preparam tortas e já contabilizam encomendas para a data. “Muitos deixam para a última hora; esperamos mais pedidos do que no ano passado, quando contabilizamos entre 200 e 300 encomendas”, diz o gerente de vendas Marcos Roberto de Sousa.

Gustavo Moreno/D.A Press
A Brigadeirando apostou no recheio com o doce mais popular do Brasil (foto: Gustavo Moreno/D.A Press)

Como em algumas casas a tradição de Natal envolve a preparação dos pratos natalinos, os entrevistados pela reportagem do Correio elaboraram receitas para que os brasilienses possam adoçar as festas de fim de ano.

Casa quentinha
No início do século passado, quando as pessoas saiam de casa para ir à missa da meia-noite deixavam dois ou três troncos de madeira nas lareiras para aquecer a casa. Como o clima na França é muito frio nesta época do ano, era uma forma de deixar o lar aconchegante para a chegada dos parentes a fim de realizar a ceia. A partir dessa tradição, um confeiteiro teve a ideia de produzir um bolo de chocolate em formato de tronco. A delícia se espalhou pelo mundo e, desde então, é uma tradição de Natal, chamada de Büche du Noel ou Tronco de Natal.

Receitas

Bolo de churros do chef Bruno Veloso
Massa:
5 ovos
180g açúcar
125 g farinha de trigo
2 g fermento em pó
5 g canelá em pó
60 g amido de milho
5 g sal
10 mil leite morno

Modo de preparo
Pré-aqueça o forno a 175ºC. Bata os ovos acrescentando o açúcar em partes, até obter ponto de letra. Em um saco de uso culinário misture farinha, fermento, canela, amido e sal. Em seguida, peneira a mistura sobre uma folha de papel manteiga. Reduza a velocidade da batedeira ao mínimo, e com ajuda do papel manteiga, adicione os ingredientes secos. Acrescente o leite morno e coloque a mistura em uma forma untada com papel manteiga e farinha de trigo. Levar ao forno.

Churros:
250ml água
250ml leite
5g açúcar
5g sal
200g manteiga sem sal
280g farinha de trigo
1 ovo
2l óleo de canola
Açúcar e canela em pó para empanar

Modo de preparo
Em uma frigideira funda, acrescente o óleo de canola e aqueça até atingir 160-170ºC. Enquanto o óleo aquece, em uma panela, acrescente a água, leite, açúcar, sal e manteiga. Leve a mistura ao fogo até levantar fervura. Em seguida, acrescente a farinha, de uma vez só, e mexa até descolar da panela. Coloque a mistura em uma batedeira com a raquete e bata em velocidade baixa até amornar. Acrescente o ovo e bata até obter uma mistura uniforme. Coloque a mistura em um saco de confeiteiro com bico estrela grande. Molde os churros em uma bancada levemente enfarinhada. Frite-os e, em seguida, passe cada um na mistura de açúcar e canela.

Montagem
Corte o bolo em três partes. Utilize um saco de confeiteiro com bico perlê para rechear com doce de leite. Passe doce de leite nas laterais do bolo. Corte cada churro um pouco maior que a altura do bolo. Coloque os churros em volta e amarre. Com o saco de confeiteiro, faça pontos de doce de leite no topo do bolo. Em seguida, com auxílio de uma espátula pequena espalhe o doce de leite para o centro do bolo. Repita a operação até preencher todo o topo. Finalize recheando a ponta de cada churro.

Felipe Menezes/Divulgação
Panetone de crème brûlée: novidade da Las Pitangas (foto: Felipe Menezes/Divulgação )


Brigadeirando
A receita sugerida pelos proprietários Karla Sousa e Rodrigo Germano Rodrigues é a palha italiana com chocolate belga

2 latas de leite condensado
6 colheres de sopa de um bom chocolate amargo em barra. Se possível, um chocolate de origem
1colher de sobremesa de manteiga extra sem sal
1 pacote de biscoito maizena

Modo de preparo
Coloque em uma panela o leite condensado, o chocolate e manteiga. Mexa em fogo alto até engrossar, depois coloque em fogo baixo até dar o ponto de enrolar. Quebre os biscoitos do pacote e coloque na panela junto com o brigadeiro. Despeje em uma forma quadrada e deixe descansar. Depois, corte e passe no açúcar refinado.

Daniel Briand
A receita do chef francês é do tradicional tronco de Natal. Nesse caso, o talento para a decoração fará a diferença

1 bolo de chocolate fino, apropriado para fazer rocamboles
Calda de xarope de cereja com aguardente
Nozes caramelizadas picadas
Creme de manteiga de chocolate

Modo de preparo
Abra o bolo em um papel filme, molhe com a calda. Passe o creme de manteiga de chocolate, jogue as nozes e enrole. O papel filme vai ajudar a fazer uma espécie de rocambole. Deixe na geladeira ou freezer por alguns minutos e depois decore. (Veja Vídeo no site do Correio Braziliense).

Receita da Cioccolateria: Bolo inglês

Ingredientes:
250g açúcar refinado
110g creme de leite fresco
4 ovos
200g de farinha de trigo
5g de fermento em pó
70g manteiga sem sal
100g uva passas
100g castanha do Pará
30g damasco
30g nozes
30g cereja
30g pistache

Modo de preparo:
Em uma vasilha misturar açúcar, creme de leite fresco e ovos. Em seguida acrescentar: farinha de trigo e fermento mexer com a ajuda de um fouet, por último acrescente a manteiga (levemente derretida). Acrescente todas as frutas secas. Levar ao forno a 170ºC

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA