Com a chegada da primavera, flores entram em diferentes receitas

Usadas não só como adorno, flores podem trazer sabores exóticos ao prato, como é o caso da capuchinha, ou delicado, com a rosa

28/09/2014 08:41

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Tadeu Brunelli/Divulgação
(foto: Tadeu Brunelli/Divulgação)
A primavera começou oficialmente na última terça-feira, mas os ipês rosas e amarelos, há mais de um mês, já davam sinais da proximidade da estação das flores ao embelezar Belo Horizonte. Se as flores podem ser vistas com facilidade pelas ruas da Cidade Jardim, também são opção para deixar os pratos mais coloridos e saborosos. O Degusta traz informações de como usá-las na culinária e onde encontrá-las.

Por mais belas que sejam, nem todas as flores são comestíveis. Por isso, o ideal é que não sejam compradas em floriculturas comuns, e sim em lojas especializadas. Entre as que podem ser apreciadas estão as rosas, capuchinha, calêndula, tulipa, flor da abobrinha, amor-perfeito, begônia e as flores das ervas. Para quem estranha o uso de flores na preparação de pratos, não se trata de algo tão inusitado assim. “A couve-flor, o brócolis e a alcachofra são flores, mas muita gente nem se dá conta”, afirma Graziela Selmi Dei Falci, da Jardins das Ervas Dei Falci.

Como as flores mais resistentes, as delicadas também são ricas do ponto de vista nutricional, mas, por serem mais delicadas, exigem mais cuidados do cultivo até chegar à mesa do consumidor. Com o cultivo em Contagem , a Jardins das Ervas Dei Falci abastece os principais restaurantes de Belo Horizonte e as redes de supermercados que atendem a cidade. A produção de ervas e flores é coordenado por Graziela e a irmã Renata, que vieram da área de belas-artes. “Como trabalhávamos com arte, queríamos algo mais leve tanto no peso, as flores em comparação a legumes – e verduras –, como também que fosse sutil e mais suave.” Elas cultivam amor-perfeito, boca-de-leão, borragem, calêndula, capuchinha, flor de abóbora, flor de laranja e rosa roulet.

As pétalas de rosa podem ser usadas em sobremesas, saladas, infusões e conservas. Uma das flores mais populares, ela dá sofisticação aos pratos. De sabor suave e aroma perfumado, as pétalas podem ser usadas em pratos mais sofisticados. Quando o assunto é sobremesa, elas combinam com caldas e chocolates. “A rosa tem perfume e sabor delicioso, suave e delicado”, diz Graziela.

A capuchinha tem um gosto levemente picante. Nativa do Peru, ganhou o mundo depois de introduzida na Europa, no final do século 16. Ela é bastante usada no preparo de saladas. “A capuchinha é a campeã de sabor. É deliciosa. Cabe em tudo, desde drinques, pratos quentes e salgados, sobremesas e sanduíches”, diz. Ela pode ser usada inteira no prato ou somente as pétalas e até o talo é saboroso. Das flores, é a que se encontra com mais facilidade durante o ano inteiro.

Há muitos anos a calêndula é usada na culinária. A planta pode ser facilmente cultivada em hortas . Depois de desidratada, é empregada como corante em caldos, queijos e bolos. Também combina com saladas e pode ir até no arroz, em substituição ao açafrão. A tulipa harmoniza com atum, purês e também pode compor saladas. A origem da planta é a Turquia, mas se popularizou na Holanda.

A flor da abobrinha pode ser servida em sopas, saladas, risotos e como recheio de pratos salgados. Originária do Peru, a flor tem sabor suave. É bastante usada na culinária italiana. O amor-perfeito pode ser usado em sobremesas, em especial nas tortas. “O amor-perfeito é maravilhoso”, diz Graziela. Também é bastante utilizado para embelezar os pratos, o que agrada muito aos chefs franceses. “Na primavera, a floração vem com tudo. O vento de agosto e setembro chega para esparramar as sementes. Depois vem a chuva para completar o ciclo da semeadura.” As flores são usadas no preparo da salada do Zenna Caffé, localizado no Jardim Paulista, em São Paulo.


Insalata frutti e fiori com flores comestíveis

Ingredientes


100g queijo de cabra em pasta,

200ml vinagre balsâmico,

100g presunto de parma

12 morangos

1 manga

4 figos

1 alface-crespa roxa

1 rúcula

1 agrião,
1 porção de flores comestíveis

azeite a gosto

sal a gosto

Modo de fazer


Corte o presunto de parma em fatias finas e coloque-as em forno bem baixo para desidratar. Reserve. Em uma pequena panela, reduza o vinagre balsâmico até obter um xarope levemente adocicado. Faça pequenas bolinhas com o queijo de cabra. Fatie as frutas e monte a salada com as folhas, as flores, os chips de parma, o xarope de balsâmico e o queijo. Tempere com um pouco de azeite e sal.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA