Festival Fartura BH traz à cidade resultado da expedição gastronômica que percorreu o país

Até domingo, participantes podem experimentar temperos de todo o Brasil. Caravana percorreu quase 50 mil quilômetros

por Eduardo Tristão Girão 26/09/2014 08:29

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
PAULO FILHO/DIVULGAÇÃO
Entre os pratos do evento, o tacacá feito por Rosa Maria, do Tacacá da Gisela, de Manaus (foto: PAULO FILHO/DIVULGAÇÃO)
Do bom e velho pão com linguiça de beira de estrada até a gastronomia moderna num único fim de semana, passando pelo valioso (e nem sempre valorizado) trabalho de produtores do país inteiro. Com essa proposta, a primeira edição do festival Fartura BH chega à capital mineira, organizada pela mesma equipe do Festival de Gastronomia de Tiradentes. Sábado e domingo, na Praça José Mendes Júnior (entre o Palácio da Liberdade e a Rua da Bahia), o público poderá conferir degustações e cursos com chefs e especialistas de vários estados, além de atrações culturais.


O evento é resultado de expedição que percorreu nada menos que 48 mil quilômetros por Minas Gerais, Amapá, Roraima, Espírito Santo, Amazonas, Mato Grosso, Ceará, Rio Grande do Norte, Pernambuco, Alagoas, Sergipe, Bahia, São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Rio Grande do Sul e Distrito Federal nos últimos três anos. De cada uma dessas viagens foram pinçados os 70 participantes, que estarão reunidos em cerca de 80 estandes de venda de comidas e bebidas e em 32 cursos e degustações. Será possível provar de tudo um pouco, por preços entre R$ 5 e R$ 25.

Estarão lá nomes de peso como João Tavares, da Fazenda Leolinda, na Bahia, de onde saiu o cacau considerado duas vezes o melhor do mundo pelo Salon du Chocolat, um dos eventos mais importantes da área. Ele venderá seus chocolates diretamente ao público, que terá oportunidade de conversar com ele e descobrir mais detalhes sobre a produção. Da mesma forma, marcarão presença a produtores de farinha d’água da Amapá (AP), mel de abelhas nativas de Guaraqueçaba (PR), derivados de jabuticaba de Sabará (MG) e guaraná de Manaus (AM), entre outros.

Entre os chefs, não faltam nomes de primeira grandeza como Alberto Landgraf (Epice, SP), Thomas Troisgros (Olympe, RJ), Mara Salles (Tordesilhas, SP), Wanderson Medeiros (Picuí, AL), Joca Pontes (Ponte Nova, PE) e, representando BH, Rodrigo Fonseca (Taste-Vin), Leo Paixão (Glouton), Guilherme Melo (Hermengarda), Massimo Battaglini (Salumeria Central) e Flávio Trombino (Xapuri), entre outros. Eles servirão pratos de seus restaurantes (a preços acessíveis) ou darão aulas gratuitas (que requerem inscrição no local e tem vagas limitadas).

“Vínhamos fazendo mais eventos de rua em Tiradentes e, com a expedição, tudo convergiu. Mostramos que gastronomia não são só chefs, mas também produtores e mercados. O público está começando a perceber isso. Os chefs são parte desse universo”, analisa o organizador Rodrigo Ferraz. Para o curador do evento, Rusty Marcellini, o Fartura BH une os elos da cadeia produtiva da gastronomia: “Os produtos estarão nas mãos de chefs renomados, isso é um reconhecimento. Por outro lado, muita gente não sabe a origem do guaraná ou como é feita a farinha d’água, por exemplo”.
 
AO VIVO Outro destaque fica por conta do espaço dedicado a petiscos e quitutes, onde estarão ícones como fígado com jiló (Casa Cheia, de BH), coxinha de frango com catupiry (Léo Coxinha, de BH), rocambole (O Legítimo Rocambole, de Lagoa Dourada) e pastel de feira (Kyoto, de São Paulo). Receitas típicas de origens distintas serão preparadas diante do público, incluindo doces de São Bartolomeu (MG), feijão tropeiro e moqueca de banana. Completam a programação aulas gratuitas sobre queijo artesanal, café, cerveja, vinho brasileiro e castanhas do cerrado, entre outras.

Festival Fartura BH
Sábado, das 12h às 22h, e domingo, das 12h às 20h, na Praça José Mendes Júnior (entre o Palácio da Liberdade e a Rua da Bahia, no Funcionários). Os ingressos (quatro por CPF) devem ser trocados por um quilo de alimento (exceto sal e fubá) ou doação de R$ 10 para o Servas nas unidades do Sion (Avenida Nossa Senhora do Carmo, 1.900), Raja Gabaglia (Avenida Raja Gabaglia, 3.600) e Buritis (Avenida Professor Mário Werneck, 1.500) do supermercado Verdemar. Informações: www.farturagastronomia.com.br
.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA