Brasil tem nove restaurantes na lista Top 50 da América Latina

A lista do '50 Best' é feita a partir dos votos da Academia dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina

por Hellen Leite 04/09/2014 09:06

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA
Alex Atala comanda o D.O.M., o restaurante brasileiro mais bem posicionado no ranking (foto: AFP PHOTO / NELSON ALMEIDA)
Foi divulgado na noite desta quarta-feira, em Lima, Peru, o Latin America's 50 Best Restaurants, a lista dos 50 melhores restaurantes da América Latina. Os brasileiros melhores posicionados no ranking são, D.O.M (3º), e Maní (4º), ambos localizados em São Paulo.

Também estão na lista os restaurantes Mocotó - SP (12º); Roberta Sudbrack - RJ (13º); Remanso do Bosque - PA (34º); Olympe - RJ (35º); Epice - SP (36º); Attimo - SP (38º) e Fasano - SP (44º).

Apesar do reconhecimento, o Brasil perdeu posições no ranking, já que o D.O.M, do chef Alex Atala, 7º no ranking mundial, havia angariado o segundo lugar na edição 2013 do prêmio, e era um dos favoritos para ganhar a competição.

O restaurante Central, de Lima, no Peru, encabeça a lista, seguido do também peruano Astrid y Gastón, do chef Diego Muñoz. Nove países tiveram casas premiadas. Repetindo a façanha da edição anterior, a Argentina foi o que mais emplacou restaurantes no ranking: 13, sendo o portenho Tegui, em 9º lugar, o mais bem posicionado.

Academia gastronômica

A lista do "50 Best" é feita a partir dos votos da Academia dos 50 Melhores Restaurantes da América Latina, composta por mais de 250 líderes da indústria de restaurantes.

Eles são selecionados por seu conhecimento no cenário culinário, e divididos em quatro regiões: México e América Central, América do Sul (norte), América do Sul (sul) e Brasil.

Cada região tem um painel com 63 membros, entre jornalistas, críticos gastronômicos, donos de restaurantes e "gourmets". Cada membro tem sete votos, sendo que pelo menos três devem ser usados para escolher casas fora de seu país de origem.

Além da indicação dos 50 melhores restaurantes, a cerimônia também incluiu o prêmio de melhor chef feminina da América Latina 2014, concedido à mexicana Elena Reygadas, do restaurante Rosetta (Cidade do México); e o prêmio pelo conjunto da obra, entregue ao brasileiro Alex Atala, do restaurante D.O.M.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA