Bar e restaurante Degraus, no Bairro Santa Amélia, oferece comida mais trabalhada a preço justo

Casa se apresenta como alternativa para quem busca um cardápio alternativo na região

por Eduardo Tristão Girão 20/06/2014 06:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Fotos: André Hauck/Esp. EM/D. A Press
Especialidade do Degraus: torresmo de barriga confitado com couve e polenta cremosa (foto: Fotos: André Hauck/Esp. EM/D. A Press)
Eduardo Queiroz e Emerson Andreata têm uma missão: não vender “cervejão”, espetinho, pizza nem o manjado filé com fritas no bar e restaurante Degraus, que abriram recentemente no Bairro Santa Amélia. Escolheram ponto numa das principais avenidas de lá, a Guarapari, justamente por achar que a mesmice predominava no local. Começaram apenas com petiscos e cervejas; agora, ampliam a proposta da casa com pratos e vinhos.


Com capacidade para 120 pessoas, o Degraus tem mesas simples de madeira, sem toalha – o suplá é posto à frente do freguês apenas se ele pedir um prato. A ideia é apresentar receitas diferentes, mas sem partir para a sofisticação do ambiente e serviço. “Quisemos trazer para cá algo fora do habitual para os moradores, com comida mais trabalhada e preço justo. Pensamos na região da Pampulha desde o início”, conta Andreata.

Formado em comunicação social e morador do bairro, ele tem na cozinha o sócio Eduardo Queiroz, que fez curso de cozinheiro no Senac de Barbacena e trabalhou como chef em vários estados até chegar a Belo Horizonte, onde passou por restaurantes como Splendido, Barbotage (ambos extintos), Dona Derna, Olegário e, por último, Cocana. Foi nesse último que Queiroz percebeu o potencial do Bairro Santa Amélia. “Em geral, as casas daqui não tem identidade, servem de tudo”, diz ele.

O cardápio que a dupla criou é extenso, basicamente dividido pelos tipos de carne. Para evitar embate com casas da região que têm como especialidade picanha, espetinho e afins, petiscos com carne de boi são minoria. O porco lidera: está presente em pedidas como o torresmo de barriga confitado com couve e polenta cremosa (R$ 33,90) e a linguiça recheada com pimenta-biquinho e servida com mandioca na manteiga de garrafa (R$ 26,90).

Rótulos Há também três opções de batata ao forno, recheadas com filé e molho de queijo (R$ 27,30), camarão ao molho de tomate com muçarela (R$ 28,30) e legumes com queijos (R$ 27,30). O cardápio de pratos individuais muda mensalmente e conta com pedidas como filé com pappardelle ao molho de quatro queijos (R$ 34) e risoto de camarão ao vinho branco (R$ 36). Para sobremesa, opção é o sorvete de queijo com calda de café (R$ 12,90).

Rótulos da cervejaria mineira Backer são maioria (entre R$ 5,80 e R$ 13,90, tamanhos variados), mas o freguês tradicionalista conta com uma única opção fora dessa linha, a Original (R$ 7,80, 600ml). Em ampliação, a carta de vinhos oferece 11 rótulos (entre R$ 29 e R$ 85, garrafa). Às sextas e sábados, há música ao vivo
(R$ 3,50, individual).

Degraus
Avenida Guarapari, 176, Santa Amélia, (31) 3267-6337. Aberto de terça a quinta, das 18h à 0h; sexta e sábado, das 18h à 1h30.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA