Já consagrado no exterior e em alta no Brasil, naked-cakes ganham destaque nos casamentos

Confeiteira de BH diz que opção já responde por 80% das encomendas

por Laura Valente 11/05/2014 08:52

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Consagrado em bodas de celebridades internacionais, o naked-cake, conhecido como bolo pelado ou rústico, já é sucesso também no Brasil. Aqui mesmo, em Belo Horizonte, a confeiteira Ana Cristina Paiva conta que a modalidade já responde por 80% das encomendas em seu ateliê, chamado Bolos da Ana. Isso porque, ao contrário dos modelos tradicionais acabados com pasta americana e/ou escondidos em estruturas falsas de isopor, o naked é totalmente verdadeiro, com camadas e recheio revelados. “É um bolo que encanta os convidados, pois é possível ver as camadas generosas de recheio e sentir seu cheiro”, conta. Outro ponto alto é a decoração da iguaria com flores e frutas frescas. No portfólio de Ana Cristina há opções com cerejas, amoras, mirtilos, morangos, phisalys, orquídeas e rosas, e sazonalmente, flores comestíveis como torênias, amor-perfeito, capuchinhas.

Ana Cristina Paiva/Divulgação
(foto: Ana Cristina Paiva/Divulgação)
Formada em veterinária, Ana Cristina passou a dedicar-se totalmente aos bolos a partir de 2010, quando também cursou a Faculdade de Tecnologia da Gastronomia na Estácio de Sá. Especializou-se em criar novas receitas, recheios e coberturas e viu crescer as encomendas para casamentos, bodas, batizados e outras comemorações. “Trabalhamos com todos os tipos de bolo, com ou sem cobertura. Criamos modelos exclusivos. Mas foi a partir do casamento da atriz americana Hillary Duff, em agosto de 2010, que as noivas brasileiras se encantaram pelo naked-cake. Alguns meses depois começamos a receber pedidos.”

Logo, a confeiteira começou a trabalhar em receitas e recheios exclusivos. “Quando recebemos a primeira encomenda desse modelo fiz diversos testes. Acredito que fomos um dos primeiros a fazer este tipo de bolo em Minas Gerais”, lembra. Entre tantas opções, Ana descreve as que mais fazem sucesso.

“Existem várias combinações de recheio que ficam deliciosas, mas as campeãs de pedido são o creme de limão siciliano ou creme de chocolate belga com a compota de frutas vermelhas (veja receita na página) e creme de baunilha.”

A massa é segredo industrial da empresa. No entanto, Ana Cristina diz que muitas pessoas fazem o bolo rústico a partir de uma base de pão de ló ou massa de preferência. Vale ressaltar que o sucesso da produção também depende de cuidados como caprichar na distribuição do recheio e na montagem das camadas. Ela lembra a necessidade de simetria na largura e na altura dos andares e reforça que o ideal é utilizar calda molhando todas as camadas de massa. “Indico dividir cada andar em pelo menos quatro camadas de bolo e três camadas generosas de recheio. Também a decoração não pode pecar pelo excesso e esconder todo o bolo. Frutas e flores devem ser colocadas uma a uma, observando-se novamente o tamanho e a simetria.”

Ana Cristina Paiva/Divulgação
(foto: Ana Cristina Paiva/Divulgação)
VERSÁTIL Algumas pessoas relacionam o bolo rústico a casamentos diurnos ou de caráter informal, mas a especialista garante que a modalidade combina com todo tipo de evento, mesmo os clássicos, tradicionais. “Ele é versátil, pois pode ser decorado com frutas coloridas, flores, chocolate, de acordo com o perfil do evento. As noivas querem um bolo que não sobre no prato, não seja seco e com excesso de açúcar. Querem que os convidados saiam encantados também com o bolo, cujo simbolismo é tão interessante”, reforça.

A qualidade de ingredientes é outro trunfo da especialista. “Um excelente professor me disse que o cliente quer a verdade. Concordo totalmente! Produzimos com ingredientes de alta qualidade como a fava de baunilha, limão siciliano, morangos, amoras, framboesas e mirtilos frescos. Isso surpreende e encanta todos, pois o sabor é único. Espessantes, essências artificiais, conservantes, emulsificantes, polpas concentradas que mudam totalmente o sabor dos bolos e fazem mal à saúde não entram na minha cozinha."

Além de atender aos casamentos em BH e no interior com o naked-cake, Ana Cristina também produz pequenos bolos para os convidados portadores de diabetes, intolerância à lactose ou glúten, além de lembrancinhas inspiradas no naked (bolo no potinho). “Transporto, monto e decoro todos os nossos bolos de casamento pessoalmente, no local do evento”, avisa.

Compota de frutas vermelhas

>> Ingredientes

para rechear um bolo com 26cm de diâmetro
100g de morangos, 100g de amoras, 100g de framboesas, 50g de mirtilos, 175g de açúcar.

>> Modo de fazer

Lavar e higienizar todas as frutas. Cortar os morangos pela metade. Levar todos os ingredientes ao fogo baixo até atingirem o ponto de fervura e o recheio engrossar. Deixar esfriar e rechear o seu bolo preferido.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA