Voilà Bistrot, em Paraty, é eleito o número 1 do Brasil e de toda a América do Sul

Restaurante recebeu prêmio Travelers%u2019 Choice Restaurantes 2013, do TripAdvisor

por Marianna Rios 18/11/2013 13:01

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Lipe Borges/ Divulgação
(foto: Lipe Borges/ Divulgação)
TripAdvisor, maior site de viagens do mundo, acaba de anunciar os vencedores do seu prêmio Travelers’ Choice Restaurantes 2013. Em primeiríssimo lugar o Voilà Bistrot, uma charmosa casa em Paraty (RJ). Ele ganhou o melhor do Brasil e da América do Sul , ficando em 9º lugar na lista mundial. Atrás dele, o Maní Manioca, de Helena Rizo, em São Paulo.


O prêmio homenageia os restaurantes requintados favoritos dos viajantes em todo o mundo, baseando-se nas opiniões e avaliações de milhões de pessoas. O concurso reconheceu 171 restaurantes em 13 países e sete regiões do mundo, incluindo listas para Europa, América do Sul, América do Norte, Ásia, Oriente Médio, África e Pacífico Sul, além de um ranking mundial.
Desde que o prêmio foi divulgado, conta a sócia Adriana Legond, ela e o marido, o chef Christophe Legond, viram dobrar o movimento do lugar. ”Então tivemos que ir a São Paulo – para onde viajamos a cada 2 meses para as compras do restaurante - para renovar nosso estoque de alimentos e bebidas. Ufa, não está fácil!“, conta, satisfeita.


Aberto em 2007, o Voilà Bistrot funciona dentro da Pousada Caminho do Ouro (dos mesmos proprietários) e serve alguns pratos clássicos da gastronomia francesa, bem como alguns pratos autorais. O cardápio muda a cada seis meses (verão e inverno) e privilegia os ingredientes frescos da estação e do terroir.” São trutas, cogumelos, queijo de cabra, queijo de minas, muçarela de búfala, ovos caipiras, mel, rúcula, azedinha entre outros, do lado das montanhas. Já do lado do mar são os peixes, camarões e coquilles. Alguns produtos, no entanto, vêm de mais longe. É o caso do foies gras, do magret, do javali, do cordeiro, da manteiga trufada, do funghi secchi, do açafrão espanhol”, completa.


Também valorizam os produtos artesanais, feitos em casa. É o caso da massa fresca (fettuccine, parpadelle e ravióli) , do limoncello (licor de limão siciliano), dos diversos pães (provençal, viennoise, croissants, brioches), do patê de foies. As receitas incluíam pratos com cogumelos frescos e tantos outros pratos da tradicional cozinha francesa. Alguns ganharam toque especial, pitadas de emoção. Um cardápio com sabores clássicos, e contemporâneos e inusitados. Uma verdadeira viagem gastronômica.

O chef Christophe Legond é o chef da casa. Autodidata, aos 10 anos iniciou seus primeiros experimentos na cozinha, incentivado pela mãe, que tinha apenas três especialidades – quiche, torta de cebola e crepe. D. Micheline era um verdadeiro desastre no fogão! E, por uma questão de sobrevivência (e vocação!), o pequeno Christophe deu seus primeiros passos na cozinha. Acabou se formando administrador, para contentar a mãe e gerir os negócios da família. Durante os anos de Renault, onde trabalhou, participou de vários eventos e viagens, o que o possibilitou conhecer novos países, culturas e experimentar novos sabores. O gosto pela gastronomia só aumentava. Pesquisou, comprou alguns livros, assistiu a premiados chefs de cozinha. Em 1997 decidiu vir para o Brasil e virar a própria mesa. Dez anos mais tarde, após acumular outras experiências no país, chegou em Paraty faminto por novos desafios. Caçarolas à mão e o sonho de ver um pedacinho da França num cantinho do Brasil, abriu o Voilà. Saibam o porquê de ele ser o melhor na receita do chef.

 

 

Velouté de coeur de palmier
(Sopa cremosa de palmito in natura – serve 4 porções)


Ingredientes


Para velouté de palmito 400g de palmito fresco de Paraty; 200ml de creme de leite fresco; 1 litro de caldo de legumes; 1 batata média; 1 cebola média; 1 dente de alho; sal e pimenta a gosto

Modo de fazer

Refogar com um pouco de manteiga o palmito, a cebola e o alho picados por 10 minutos. Acrescentar o caldo de legumes e as batatas e cozinhar em fogo brando por 20 minutos. Misturar tudo no liquidificador e passar num chinois (ou coador fino). Adicionar o creme de leite e corrigir os temperos. Para o quenelle de queijo de cabra seco: 100g de queijo de cabra seco de Cunha; 40g de farinha; 10ml de leite; 1 clara de ovo; sal e pimenta a gosto. Misturar o queijo, o leite e a clara de ovo. Fazer bolinhas e modelar com uma colher. Deixar repousar uma noite na geladeira. No dia seguinte, cozinhar as bolinhas em uma panela com água fervendo e um pouco de sal. Retirá-las quando emergirem. Passá-las numa frigideira com um pouco de manteiga, tempo suficiente para dourá-las. Montagem: servir o velouté numa sopeira e colocar a quenelle por cima. Decorar a gosto com cebolinha picada, gergelim preto ou pimenta rosa. Dica do chef: acompanhar com
um bom Sauvignon Blanc.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA