Café do Cine Theatro Brasil Vallourec mescla culinárias mineira e contemporânea

O chef Gabriel Trillo comanda a cozinha do espaço gastronômico, no Centro da cidade

por Carlos Herculano Lopes 18/10/2013 00:13

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
André Hauck/Esp/EM/D. A Press
(foto: André Hauck/Esp/EM/D. A Press)
Construído na década de 1930, fechado em 1999 e ainda hoje considerado um dos prédios mais emblemáticos de Belo Horizonte, o antigo Cine Theatro Brasil, reinaugurado recentemente, passa a abrigar também o Café Cine Brasil. O amplo e confortável espaço gastronômico foi projetado à altura do novo empreendimento. E é visita obrigatória para for conhecer o local, onde está em cartaz, até 24 de novembro, a exposição 'Guerra e paz', com painéis de Candido Portinari.


Ricardo Donato, um dos proprietários do Café Cine Brasil, conta que o objetivo da casa é oferecer aos frequentadores do Centro da cidade – onde praticamente não há opções desse tipo – serviço diferenciado e de qualidade. “Temos ambiente confortável, totalmente climatizado e que foi pensado justamente para atender um público mais exigente”, explica.

O chef Gabriel Trillo avisa que priorizar uma cozinha contemporânea, focada na culinária tradicional mineira, é uma das metas do café. “Queremos fazer uma ponte entre o velho e o novo, neste novo conceito que está sendo oferecido pela cozinha mineira que era feita pelas nossas avós”, afirma.

Num primeiro momento, como explica o gerente Joel Veloso, que há mais de 30 anos está no ramo de restaurantes, a proposta do Café Cine Brasil – além de lanches, sucos, bebidas e cafés – é servir como refeição principal apenas almoço, com entradas e sobremesas. Sendo assim, o carro-chefe, totalmente pensado em torno da culinária da terra, com a ajuda do chef Edson Duaiti, é o menu executivo, que sai a R$ 42 por pessoa, com tudo incluído. Como entrada, só para abrir o apetite, salada obelisco (folhas variadas, cenoura ralada, croutons, lascas de queijo de Minas curado, vinagrete de limão capeta e maracujá).

 Também no menu executivo, que já começa a fazer sucesso entre os clientes, há opções como o costelão do cerrado (costelão desfiado com mandioca cozida empanada e farofa de pequi); torresmo das Gerais (torresmo suíno com angu à mineira e bolinho de feijão preto com requeijão de raspa); peixe à moda do chef (peixe do dia empanado em farinha de queijo, risotinho de brócolis e molho de ervas) e linguini ao pesto mineiro (linguini ao pesto de verduras mineiras com tomate seco). Para sobremesa, fruta do dia à moda do chef, sorvete Easy Ice e tapioca das Gerais, com goiabada cremosa e cocada preta.

Além do executivo, a casa oferece pratos principais, entre R$ 45 e R$ 69, em média, por pessoa. E, de segunda a sexta-feira, sempre com receita diferente, é servido o prato do dia (R$ 37, individual).

A cafeteria, que fica bem na entrada da casa, privilegia, de acordo com Joel Veloso, a linha de capuccinos e macchiatos. Os mais pedidos são o capuccino mineirinho (expresso, doce de leite, paçoca e leite vaporizado), a R$8, e o macchiato mineirinho (expresso, doce de leite, paçoca e leite vaporizado), a R$ 6. Entre outras opções, bebidas tradicionais como cervejas, uísques, cachaças, coquetéis e carta de vinhos (garrafas a preço médio de R$ 76). No segundo andar, há espaço para reuniões com capacidade para 25 pessoas.

Café Cine Brasil
No Cine Theatro Brasil-Vallourec. Praça Sete, com entrada pela Rua Carijós, no quarteirão fechado, quase esquina com Avenida Afonso Pena. Capacidade para 96 pessoas sentadas. Aberto das 9h às 19h, de segunda a sexta; sábado, de 10h às 15h. Informações: (31) 3264-2558.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA