Primavera faz reboliço na gastronomia e desperta o paladar para sabores refrescantes

Restaurantes e buffês modificam os cardápios e trazem a boa nova para a mesa

por Patrícia Crespo 23/09/2013 10:49

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS
(foto: LEANDRO COURI/EM/D.A PRESS)
A palavra primavera vem do latim em que prima significa primeira e vera significa verdade. Então verdade seja dita: com a chegada da estação das flores, as cozinhas se agitam. A partir de amanhã é hora de se despedir, sob merecidos e reconhecidos aplausos, das sopas, dos fundies, cozidos, cremes e molhos espessos. A chama da lareira se apaga e a mesa é posta no jardim. Entram em cena o frescor, o colorido e a leveza dos pratos da primavera.


A alquimia dos alimentos nesta época busca combinações e propostas para encher os olhos dos amantes da boa-comida. Muitos restaurantes e buffês modificam os cardápios e trazem a boa nova para a mesa. Está aberta também a temporada das festas, das comemorações, dos encontros e happy hours. Tempo de convidar e ser convidado. Tempo de sair de casa e provar sabores e aromas esquecidos no inverno. Época de renovar os enxovais, os cristais, as porcelanas, e brindar a estação com frutas e temperos mais suaves.


A primavera influencia a cultura e as artes ao longo dos séculos. Inspiração para artistas e poetas é sempre lembrada com alegria e celebração. No fazer culinário não poderia ser diferente. Muitos pratos levam a estação no nome e as criações gastronômicas usam e abusam do vocábulo para indicar a variedade de legumes e frutas que nessa hora se tornam incrivelmente exuberantes e tingem de cor as preparações. Quem nunca experimentou um arroz primavera, uma salada primavera, ou um rolinho primavera?


As chuvas voltam à terra enchendo de expressividade as ervas e os brotos que devem ser utilizados frescos, e colocados nos pratos quase no momento de servir. Vale também agregar seus aromas à manteiga ou o azeite que vão temperar os peixes e mariscos. Celebridades da estação, os pescados fazem a festa dos menus primaveris. Trutas, linguados, lagostins e salmões harmonizam-se com ervilhas, aspargos e pimentões tão ben-vindos quanto as flores que saem do jardim e vão direto para o prato. Capuchinhas, amores- pefeitos, flores de abobrinha, hibiscos e trevinhos encantam e pontuam as decorações.


Para celebrar a primavera e o meu retorno ao caderno, preparei um risotinho primavera que tanto pode ser um saboroso e leve prato principal como uma singela entradinha, distribuída em minirramequins, para ser degustado lentamente com um bom espumante que também volta de seu longo e saudoso tempo de reclusão. Um brinde à primavera!

*Formada em jornalismo pela Puc-Minas e em
gastronomia pela Estácio de Sá

 

 

Risotinho primavera


Ingredientes


1 e ½  litro de caldo de legumes (pode ser o de tablete)
½ abobrinha-italiana cortada em mini cubinhos
½ cenoura cortada em mini-cubinhos
1 xícara de vagem cortadinha
½   pimentão vermelho  cortado em mini cubinhos
½   pimentão verde  cortado em mini cubinhos
½   pimentão amarelo  cortado em mini cubinhos
1 xícara de brócolis-ninja separado em raminhos
1 tomate sem pele e sem sementes picadinho
1 talo de alho-porró cortadinho
2 maços de aspargos verdes fresco
(utilizam-se só as pontas)
2 colheres de ervilha congelada
1 cebola média picadinha
3 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara de chá de vinho branco seco
200g de queijo parmesão ralado
500g de arroz arbóreo
Flores comestíveis para decoração
Sal a gosto.


Modo de fazer


Ferva 1 litro de água e coloque os aspargos
para cozinhar por aproximadamente 5 minutos. Reserve. Numa panela, aqueça a manteiga e doure a cebola, acrescente o arroz e mexa até selar os grãos. Acrescente o vinho e deixe evaporar. Acrescente a vagem, a cenoura, mexa bem e vá acrescentando o caldo de legumes. Na metade do cozimento acrescente o restante dos legumes e siga colocando o caldo até que o arroz esteja cozido. Tempere com sal a gosto. Coloque o queijo, mexa bem e desligue o fogo. Abafe o risoto
por 2 minutos e distribua em ramequins. Decore com as pontas de aspargo e as flores comestíveis.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA