Advogada deixa o direito para se dedicar à produção de doces

Com técnicas artesanais e uso de matéria-prima importada, Cássia de Oliveira faz nascerem macarons, bem-casados e minibolos

por Laura Valente 04/08/2013 18:28

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Arquivo Pessoal
(foto: Arquivo Pessoal)

Em Nova Era (MG), a menina Cássia de Oliveira Guerra Jácome viveu uma infância pra lá de doce: a avó paterna, Irene, era confeiteira profissional, e a avó materna, Inhá, caprichava na produção de brigadeiros e outras delícias em datas festivas. "Nestes dias, eu era acordada pelo cheirinho maravilhoso de doces que inundava a casa", lembra. Chegou a época de prestar vestibular e ela mudou-se para a capital. Por aqui, formou-se em direito e exerceu a profissão por 10 anos, quando, já casada, acompanhou o marido em mudança para Barretos, interior de São Paulo. Em uma cidade sem parentes e demais referências afetivas, a culinária virou companhia, distração, cartão de visitas. "Comecei a me interessar pela culinária quando aprendi principalmente a me divertir. Fazia muitas receitas, e quando não recebia pessoas em minha casa, saía distribuindo para os conhecidos. Todos que provavam ficavam encantados e viviam me pedindo mais. Com o tempo, o interesse cresceu e passei a buscar técnicas profissionais e equipamentos".

Assim surgiu o embrião da Maria Antonieta, fabriqueta doméstica e artesanal de doces finos, negócio empreendido por Cássia no retorno a Belo Horizonte, há um ano e meio. "Resolvi transformar esse grande amor em ofício, e o negócio tem me dado muito prazer e orgulho", festeja. Para atender um público exigente, ela fez cursos de biscoitos decorados, macarons, confeitaria básica, chocolates, tortas de confeitaria e bem-casados, mas a sede de conhecimento não cessa. "Pretendo fazer vários outros, porque quero trazer muitas novidades para BH, principalmente de biscoitos decorados e minibolos, que fazem muito sucesso no exterior e são ainda pouco conhecidos no Brasil. Já no ano que vem, pretendo passar uma temporada nos EUA, para trazer mais técnicas de biscoitos decorados e confeitaria para nós", avisa.


Atualmente, o negócio, nomeado Maria Antonieta em homenagem à rainha francesa, famosa por gostar de delícias açucaradas, funciona com uma equipe pequena, que cobre a demanda da confecção de pedidos maiores. Para os pedidos menores é a própria Cássia quem põe a mão na massa. "Trabalho em casa, e faço questão de entregar todos os produtos frescos, para garantir a qualidade e o diferencial".

Produtos personalizados - Cássia conta que os carros-chefe da Maria Antonieta são os doces personalizados e decorados. Nessa linha, os biscoitos com glacê real em vários temas e os minibolos são diferenciais. Além deles, há os bem casados, nascidos, formados macarons em cinco sabores distintos, alfajor com doce de leite argentino, palha italiana trufada, quadradinhos de chocolate com frutas secas (veja receita na página), trufas artesanais em três sabores únicos e os chocolates. "Os produtos mais vendidos são os minibolos, os biscoitos decorados, os quadradinhos e as trufas. As colherzinhas de chocolate e o grãozinho de café de chocolate fazem bastante sucesso como lembranças, pelo ótimo preço e por agradar a todos", sugere.


Ela descreve o público-alvo como pessoas que gostam de doces e que procuram algo diferente e de bom gosto, seja para comer, para receber e enfeitar a mesa, ou simplesmente para presentear. Entre as matérias-primas usadas na fabriqueta, Cássia destaca o extrato de baunilha, feito com a fava importada de Uganda. "Retiramos as sementes e colocamos em infusão em vodca por dois meses, o que confere um sabor único e muito superior à essência que estamos acostumados a encontrar em doces".


A lembrança dos doces fabricados pelas avós faz com que Cássia caracterize um produto de qualidade como aquele feito com ingredientes excelentes. Já o sabor deve ser doce sem ser enjoativo. A mistura de texturas também é um diferencial, "deve trazer um paladar único", aponta. Além disso, uma linda apresentação é condição para o sucesso. Tecnicamente, os produtos agradam pela fabricação artesanal, sem adição de conservantes. Outra aposta é no atendimento. "Fazemos questão de personalizar, atender exatamente a demanda do cliente, principalmente para os biscoitos decorados, que são temáticos. Investir em novidades sempre é um dos nossos focos", reforça. Para saber mais ou fazer encomendas, Cássia disponibiliza endereço no facebook (www.Facebook.com/DocesMariaAntonieta) e o telefone: (31) 2531-3296.

:::Quadradinhos de chocolate com frutas secas:::
(Rendimento: de 25 a 30 unidades)


Ingredientes

500g de chocolate meio amargo de boa qualidade picado, 500g de chocolate branco de boa qualidade picado, 50g de amêndoas, 50g de avelãs, 250g de figos secos, 300g de damasco turco, 100g de passas.

Modo de fazer

Derreta o chocolate meio amargo e resfrie (conforme a técnica de temperagem de chocolate). Forre uma forma de fundo falso com papel-manteiga e despeje o chocolate meio amargo derretido. Leve ao freezer até endurecer. Derreta o chocolate branco e resfrie (conforme a técnica de temperagem de chocolate). Despeje em cima do chocolate preto e, por cima, coloque as frutas aleatoriamente. Leve ao freezer até solidificar. Corte em quadrados e sirva.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA