Jantar homenageia Chef Dadette, falecida no ano passado

Menu com caviar, trufas, foiegras e o óleo francês Huile Leblanc foi preparado pelo francês Serge Lanoix

por Marianna Rios 08/07/2013 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Leandro Couri/EM/D.A Press/Reproducao
(foto: Leandro Couri/EM/D.A Press/Reproducao)

Poucos e seletos convidados provaram na semana que passou o menu especial preparado pelo chef Serge Lanoix, amigo de Dadette. O jantar faz parte de uma iniciativa da banqueteira – ainda viva, de reunir amigos para festins intimistas –, que seu filho, Lucca, pretende dar continuidade. O cardápio gastronômico foi francês e teve harmonização de vinhos da Mistral. O menu contou com ingredientes como caviar, trufas, foiegras e o óleo francês Huile Leblanc, uma das melhores marcas de óleo do mundo hoje. Nas panelas, além de Serge Lanoix, o filho de Dadette, o também chef Lucca Bahia ,Tanguy Ribeiro e o sous-chef Diego Gonçalves. Parte da renda foi revertida para a Creche São José.

Serge Lanoix é nome reconhecido no cenário gastronômico mundial. Aos 15 anos, foi estudar gastronomia na French Culinary School (CAP). Trabalhou em inúmeros restaurantes, como o estrelado La Tour d’Argent , em Paris, Plaza Athénée e família Troisgros e, tempos depois, junto com Claude Troisgros, no Rio Palace; Comandando a cozinha do tradicional hotel carioca.
Lanoix foi dono de um restaurante em Búzios em 1983 e em 1986 radicou-se em Minas. Ficou um período em Belo Horizonte à frente do Restaurante Café Ideal. Nessa mesma época conheceu a cozinheira mineira Bernadette Bahia Mascarenhas, a chef Dadette. Ela fez parte da alta gastronomia mineira e por mais de 30 anos batalhou no ramo. Foi dona do Chez Dadette e muitos grandes chefs de Minas e do Brasil aprenderam com ela. Não, por acaso, Serge e Dadette tornaram-se grandes amigos. O chef também trabalhou na Espanha, Alemanha, Inglaterra, Japão, Uruguai.

Atualmente, é proprietário do restaurante Côte Jardin, na França, e por lá também está inaugurando o Restaurant Côte Viande et Exotique Serge Lanoix Melay. Recentemente, Lanoix foi eleito na Inglaterra um dos 100 melhores chefs da França na atualidade. Hoje, contabiliza o prestígio conquistado fazendo o que gosta: cozinhar. Mas também se aventura em outros searas, como o da literatura, e é autor de vários livros gastronômicos, entre eles Luxo enciclopédia culinária, editado no Japão, e Gourmet (Bocuse Orcy, Lanoix), publicado na Alemanha. Aos leitores do Degusta segue uma receita especial do chef. A iguaria foi servida na festa particular que cerca de 15 poucos e sinceros amigos de Dadette tiveram o prazer de experimentar.


Profiteroles salmão beurre blanc (porção individual)

Preparar uma massa básica para bombinha (leite, farinha de trigo, manteiga e ovos) e modelar três profiteroles, cozinhar e reservar

Ingredientes para recheio

50g de salmão fresco dividido em três pedaços grandes,
2 colheres de sopa de vinho branco, 1/2 colher de chá de sal. Molho de manteiga:1 colher de sopa de vinagre de vinho tinto,
1 colher de chá de cebolinha picada, 2 colheres de sopa de vinho branco. Levar para ferver e adicionar 50g de manteiga e
1 colher de sopa de creme de leite. Ferver por 30 segundos.

Montagem do prato

Corte: as profiteroles ao meio, recheie o salmão sem a marinada, e cozinhe por 15 segundos no micro-ondas em alta potência. Adicione o molho de manteiga branca.

Decoração
: 2 colheres de sopa de vinagre balsâmico reduzido em azeite de
alta qualidade, tomates em cubos, flor comestível ou
raminho de salsa.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA