Lúcia Faria, herdeira do banqueiro Aloysio Faria, mantém restaurante com clima de bistrô, em São Paulo, desde 2003

Sucesso vem das escolhas pessoais: lá, só entra o que ela gosta

por Laura Valente 20/05/2013 14:05

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Alucci / Divulgação
(foto: Alucci / Divulgação)
Nascida em berço de ouro, Lúcia Faria não hesitou em colocar uma receita de escondidinho no cardápio do Alucci, Alucci. O restaurante, localizado no Bairro Jardins, na Pauliceia, é o primeiro montado exclusivamente por ela, fato que talvez justifique o sucesso da casa, referência de boa música ao vivo, happy hour, petiscos e refeições refinadas na noite paulista. Isso desde a abertura, em 2003. Apaixonada confessa pela culinária, ela publicou dois livros sobre o assunto, Banquete dos Sentidos, volumes I e II, ambos em parceria com a cozinheira Edir Nascimento e Silva. Como poucas pessoas, teve acesso aos melhores restaurantes do mundo, mas avalia a própria casa sem qualquer pretensão. “Depois de muito pesquisar, concluí que o melhor para garantir o sucesso de um restaurante é manter o foco naquilo de que você gosta: ambiente, cardápio, sabor, atendimento, iluminação. Daí, atrairá pessoas que compartilham desse gosto, pessoas como você. O público de que eu mais gosto é o que aprecia a minha casa, o que vem e sai feliz. Amo.”

Lá, o cardápio traz desde opções para um happy hour descontraído, como espetinho de frango e miniburger, a entradas e pratos principais sofisticados, a exemplo do tartar de atum com fois gras ou confit de pato. É o cliente quem escolhe o tom da noite, já que há tanto mesas na calçada quanto dispostas em um salão com luz baixa, decorado com paredes e lustres em tons escuros e peças criadas pelo designer Theo Farias especialmente para o espaço. “Pesquisei muito o tipo de ambiente, comida, atmosfera, e até o perfil dos clientes que gostaria de ter”, afirma Lúcia.

Psicóloga por formação, ela conta que apaixonou-se pela culinária cedo, sob influência da mãe e da avó materna. “Sou mineira de Belo Horizonte, e tínhamos um sítio em Vespasiano, onde brincava de cozinhar no fogão a lenha, embaixo de uma mangueira. Também participava muito da cozinha em casa e na casa da minha avó materna. O que mais adoro nesse espaço são panelas e apetrechos. Fico louca, querendo ter tudo.”

Autodidata, Lúcia conta que aprendeu a cozinhar por meio de dois sentidos: visão e paladar. “Prestava atenção, observava demais e experimentava de tudo. Quando como algo, sei como é feito. Aí testo a receita e, às vezes, reinvento”.

Versátil Misto de bar, café e restaurante, o Alucci, Alucci funciona das 18h30 às 2h, é inspirado em espaços do mesmo estilo localizados em cidades badaladas como Nova York, Paris, Saint Tropez e Marrakech, e oferece aos clientes dois menus. O primeiro é o tradicional, dividido em entradas, saladas, refeições principais à base de peixes, aves, carnes e massas, além de acompanhamentos e sobremesas. Detalhe interessante é deixar o cliente à vontade para escolher entre o comum, como porção de batata frita, até pratos com carnes nobres, como cordeiro. O segundo trata apenas de bebidas e traz entre as opções caipirinhas de diversos sabores, além de drinques exóticos e uma carta de cachaças. “Eu gosto de todos os pratos do meu cardápio. Quando eu não gosto , eu não ponho. O que me motiva muito no meu trabalho , é poder estar sempre me aprimorando na arte de receber e de fazer os outros felizes. Isso me deixa muito realizada”, avalia.

Com o chef Edson Freire à frente da cozinha, Lúcia Faria tem liberdade para deixar o restaurante por conta da equipe e fazer uma das coisas de que mais gosta: viajar. Porém, quando está no Brasil, acompanha o movimento da casa de perto. “Sou uma boa executiva. Controlo a qualidade e o preço das mercadorias no dia a dia. Olho tudo: limpeza, serviço, produtos, estoque. Sei de tudo que acontece. É como estar na minha casa dando jantares todos os dias e, por isso mesmo, acompanhando cada detalhe”.

Comemornado 10 anos de fundação do Alucci, a empresária conta que o maior desafio da carreira é dar continuidade ao sucesso. “Adoro cozinhar, mas hoje prefiro ficar no salão, assistindo à reação de clientes e sentindo o lugar, além de acompanhar os amigos nas mesas. Na cozinha, supervisiono todos os ensaios culinários do restaurante, que são feitos de dia, ensino a fazer pratos e vou provando até chegar ao ponto”. Sobre a tarefa de escolher os melhores ingrediente para uma boa comida, Lúcia é taxativa: “Paixão, criatividade, qualidade de produtos, de equipamentos e de funcionários são fundamentais”, descreve.

Tapas de brie Alucci, Alucci

Ingredientes

Para seis porções: 1kg de ravióli de queijo brie,
6 folhas de massa primavera, 30g de alho picado, 20g de tomilho, 60ml de azeite, sal grosso a gosto. Para o molho: 1l de suco de laranja, 100ml de caldo de legumes, 100g de manteiga, sal a gosto.

Modo de fazer

Coloque a massa primavera em uma forma redonda de modo que fique com formato de cesta e leve ao forno aquecido a 100° até dourar. Reserve. Em uma panela, aqueça o azeite e disponha os raviólis (que serão fritos e não cozidos em água e sal, como de costume). Espere até dourar, mexendo lentamente de cada um dos lados. Por último, acrescente o alho e o tomilho e tempere com sal. Sirva sobre as cestinhas. O molho: em uma panela, leve todos os ingredientes ao fogo até que a mistura fique cremosa. Acerte o sal. Sirva como acompanhamento
da cestinha.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA