Novo bar da cidade, o Meetme inova em coquetéis que prometem experiências sensoriais

Lucca Paulinelli, André Sá Fortes, Francis Dias e Filipe Brasil comandam a casa de Lourdes

por Eduardo Tristão Girão 19/04/2013 08:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Hugo Cordeiro/Esp. EM/ D.A Press
Lucca Paulinelli, André Sá Fortes, Francis Dias e Filipe Brasil (foto: Hugo Cordeiro/Esp. EM/ D.A Press)
No recém-inaugurado bar Meetme, pode ser que o seu coquetel chegue à mesa depois do petisco. Não que seja displicência no atendimento, mas é que o grau de sofisticação das bebidas impressiona. Vodcas raras, infusões, pimenta, vinagre balsâmico e espumas entram nas receitas do bartender Filipe Brasil, um dos sócios. O projeto é ousado também na cozinha, a cargo de Henrique Ferrari, que criou receitas baseadas em tradições culinárias de países banhados pelo oceano Pacífico (do Peru à Tailândia). Há, ainda, projeções de filmes no paredão que fica nos fundos, às terças.

Leia mais sobre gastronomia no Blog do Girão

 

“Viajei para Los Angeles, nos Estados Unidos, para trazer conceito novo e que fosse vendável. Já conhecia o Filipe, que, na época, também estava tentando montar um bar. Nossos objetivos eram parecidos, queríamos arriscar”, conta André Sá Fortes, um dos proprietários da casa ao lado de Filipe, Francis Dias e Lucca Paulinelli. O quarteto encontrou o imóvel para a empreitada no último quarteirão da Rua Curitiba, em Lourdes, e o reformou mantendo a identidade residencial anterior (janelas redondas, mosaico no piso).

 

Para criar a carta de coquetéis, Filipe levou em consideração o cardápio, marcado por sabores orientais, agridoces e de especiarias. “Sendo um menu contemporâneo, pensei em coquetéis inspirados em chás, remetendo ao tradicional chá chinês, sem açúcar e com alguma erva ou especiaria. Eles harmonizam especialmente com pratos mais condimentados”, explica ele, que fez cursos de bartender e mixologia no Brasil e exterior.

Adjetivo Um dos exemplos mais interessantes é o do red tea Manhattan (R$ 35), coquetel que não foi criado por Filipe (mas no restaurante Masa’s, nos Estados Unidos), embora tenha ganhado toque especial dele: infusão de baunilha e chá vermelho chinês em bourbon envelhecido, bitter de chocolate (feito por outro craque dos coquetéis em BH, Tony Harion), licor de laranja e raspas da fruta. “Só um de nossos coquetéis leva açúcar. Não quero entrar nessa onda de caipifruta, quero experiências sensoriais novas”, diz.


O açúcar, continua o bartender, é substituído por ingredientes como mel e licores e no bar não entram bases ou extratos prontos de espécie alguma, obrigando que tudo seja preparado na hora – seja suco de fruta, seja espuma de caramelo. As prateleiras do bar merecem a visita dos curiosos, exibindo tequilas raras, ouzo, licor japonês de melão, uísques que não são mais fabricados, vodca polonesa de toranja e uma velha garrafa de licor Grand Marnier Cordon Jaune dos anos 1980.

 

Outro destaque, é key lime apple pie (R$ 18), feito com rum de maçã, suco de maçã verde, suco e raspas de limão siciliano e espuma de caramelo. A maioria dos coquetéis custa entre R$ 15 e R$ 20 e adjetivos como “refrescante”, “adocicado” e “picante” acompanham as descrições de ingrediente. O freguês também pode criar sua própria bebida, cuja receita fica guardada no local. A casa dispõe de uma coqueteleira que carbonata o que é preparado dentro dela, permitindo produção própria de refrigerantes. Cervejas (long neck) a partir de R$ 6 (cada).

Petisco Seguindo o que é feito pela coquetelaria, a cozinha também trata de produzir (ou encomendar) itens como 'kimchi' (conserva coreana de repolho, fermentada e apimentada) e 'country ham' (presunto defumado norte-americano). Para petiscar, uma das pedidas é a porção de almôndegas de fraldinha, pancetta e gergelim ao vinho, glaçadas com ketchup coreano e salpicadas com alho frito e manjericão (R$ 24,90). Há também pratos principais, sobremesas e sanduíches, como o taco recheado com lombo, camarão, queijo gouda e guacamole de manga (R$ 26,90).

MeetMe
Rua Curitiba, 2.578, Lourdes. (31) 3297-0909. Aberto de terça a sábado, das 19h à 1h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA