Festival Peixe em Lisboa reuniu chefs craques no preparo de delícias do mar

Do Brasil, participou Bella Masano, responsável pelo cardápio do Amadeus, restaurante fundado pelos pais e referência paulista em refeições marinhas

por Laura Valente 14/04/2013 16:19

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Ricardo DAngelo/divulgacao
Lula recheada do Amadeus, receita da chef Bella Masano (foto: Ricardo DAngelo/divulgacao )

Com o inconfundível aroma de maresia, os peixes e frutos do mar trabalhados pela alta gastronomia ganharam a sexta edição de um festival só deles, nas duas últimas semanas, em Lisboa. A cidade, banhada pelo Rio Tejo, recebeu tanto chefs da terrinha, como Vítor Sobral, quanto cozinheiros convidados, de outras plagas. Do Brasil, participou Bella Masano, responsável pelo cardápio do Amadeus, restaurante fundado pelos pais e referência paulista em refeições com sabor marinho – a casa mantém o cultivo próprio de ostras e videiras, no sul do país. Já Sobral, que também mantém um restaurante na capital paulista, o Tasca da Esquina, é o chef número um do Brasil quando o preparo envolve receitas à base de bacalhau.

Formada em hotelaria e turismo, Bella também estudou em uma das escolas de gastronomia mais tradicionais do mundo, a Le Cordon Bleu. No entanto, apesar da formação europeia, faz questão de valorizar ingredientes regionais brasileiros. Tanto que levou para o festival duas das receitas presentes no cardápio do Amadeus: lulas recheadas com bacon e caju, e moqueca da casa, iguaria que leva pimentas- de-cheiro na cachaça entre os ingredientes. No restaurante da conhecida esquina do peixe, ela também elabora combinações diversas com mariscos, ostras, endívias, rãs e trutas, entre outras receitas que chamam a atenção pelo exotismo.

Com início no dia 4 e término hoje, o festival contou ainda com os chefs portugueses Fausto Airoldi, Bertílio Gomes, Nuno Diniz, Nuno Barros, José Avillez, Alexandre Silva, Miguel Castro Silva, Marlene Vieira e Leonel Pereira, além de Virgilio Martinez (Peru), Mauro Uliassi (Itália) e Tomoaki Kanazawa (Japão). Destaque ainda para Vítor Sobral, chef português que também versa sobre a cozinha brasileira, principalmente com influências paulistas.

Frutas em destaque Para o festival, o chef do Tasca da Esquina preparou entre outros pratos o bacalhau ao forno com batatas coradas e cebola. Segundo o especialista, sua terra natal é conhecida pelo bacalhau e pela sardinha, mas o festival também reserva ao comensal receitas excelentes com base em outras espécies de peixes e demais frutos do mar. “O Peixe em Lisboa é um evento famoso em Portugal e no mundo por duas razões: o clima e a filosofia são fantásticos, tanto pela criação de uma atmosfera de convívio quanto pelo que leva à mesa, ingredientes muito bem preparados e de alta qualidade”, atesta. A diversidade gastronômica também é citada por ele como um ponto alto do encontro. “Só reunimos exímios cozinheiros, tanto de peixe como de outros produtos do mar. Somos conhecidos mundialmente pelo bacalhau e pela sardinha, mas há muitas outras espécies que preparamos com maestria”.

Durante a atração gourmet os visitantes também são convidados a participar de cursos, workshops, degustações de vinhos, doces e outros produtos tradicionais de cada país convidado. Nesta edição houve ainda um concurso para eleger o melhor pastel de nata da região, além de apresentações em torno das principais frutas portuguesas e a sua junção com os peixes e mariscos. Vários restaurantes participam do evento, entre eles A Travessa, Alma, Assinatura, G-Spot, Peixaria da Esquina, Ribamar, Sea Me – Peixaria Moderna, Spazio Buondi, Nobre e Umai. O evento, que recebeu 25 mil visitantes no ano passado, é uma realização da Associação Turismo de Lisboa (ATL) e da Câmara Municipal de Lisboa.

RECEITA
Lula recheada com bacon e caju

Ingredientes


12 unidades de lula tubo (pequena), 40g de tentáculos picados, uma cebola picada, 1 colher (sobremesa) de farinha de pão ralado, 50ml de azeite, 30ml de vinho branco, 1/2 unidades de caju fresco, 130ml de caldo de legumes, 8 galhinhos de shimeji, 8 galhinhos de brócolis, 15ml de shoyu, 15ml de saquê, 4 unidades de lãminas de pão italiano torradas, emulsão de tomate fresco.

Modo de fazer

Recheio: regar com um fio de azeite uma frigideira. Fritar o bacon e a cebola. Adicionar os tentáculos de lula finamente picados. Misturar bem. Acrescentar o vinho branco. Espremer o caju sobre a mistura para obter o suco (a parte sólida não será utilizada nesta receita). Incorporar a farinha de pão. Se necessário, adicionar caldo de legumes até que a mistura esteja levemente cremosa. Deixar sobre o fogo por cerca de 2 minutos, mexendo. Reservar em geladeira. Finalização: Rechear as lulas. Fechar com o auxílio de um palito de dente. Retirar os talos dos cogumelos. Cozinhar os cogumelos com shoyu, saquê e 80ml de caldo de legumes. Branquear os brócolis. Saltear as lulas com o restante do azeite. Juntar os brócolis e os cogumelos (com o caldo da cocção). Ajustar o sal com caldo de legumes. Finalizar com a emulsão de tomates frescos e a torrada.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA