Brasileiros e portugueses compartilham cada vez mais seus pratos típicos

A proximidade despertou entre chefs o desafio de levar às mesas releituras sofisticadas, mas que preservam os sabores tradicionais

por Paulo Lima 21/02/2013 08:59

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Quando se fala da culinária portuguesa e a lembrança remete imediatamente ao bacalhau, é sinal de que o paladar pode se estender para outros pratos. Apesar de Portugal ser uma nação de vocação marítima, o que reflete na quantidade de peixes e de frutos do mar da gastronomia, o que vai à mesa no país europeu é muito diversificado. Os chefs têm investido com criatividade para explorar novas formas de preparo de comidas, sempre resguardando os reais sabores dos alimentos. A empreitada vai além-mar. Simples ou sofisticadas, as delícias lusitanas começam a ganhar destaque entre os brasileiros, que também têm ensinado os portugueses a apreciarem nossa gastronomia.

O intercâmbio é antigo. Quando, em seus barcos e cavarelas, os colonizadores portugueses saíram para desbravar o mundo, trouxeram ao Brasil especiarias que incrementaram as receitas daqui. Ao longo do tempo, os brasileiros também foram apreciando os pratos de lá. Pastéis de nata, leitão assado, queijos e a variedade de sobremesas estão na lista das comidas lusitanas mais estimadas.

Releituras também entram nesse processo. A feijoada, por exemplo, é herança dos nossos ex-colonizadores. Eles trouxeram a carne de porco, usada em receitas bem elaboradas, e os brasileiros recorreram a partes do animal menos nobres e criaram um dos pratos hoje mais requisitados pelos portugueses. “A feijoada é muito apreciada pelo sabor marcante e pela junção de outros ingredientes que a acompanham, como a farofa, o torresmo e a couve”, diz o chef português Gil Martins, que está na capital federal para participar da Semana Gastronômica de Portugal em Brasília, que acaba no próximo sábado.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA