Restaurante Est! Est!! Est!!! aposta nas receitas típicas da Itália

Recém inaugurado em BH, estabelecimento reveza cardápios temáticos mensalmente

por Eduardo Tristão Girão 21/12/2012 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

ANDRÉ HAUCK/ESP.EM/D.A PRESS
Spaghetti alla putanesca, herança das legítimas mammas (foto: ANDRÉ HAUCK/ESP.EM/D.A PRESS)
Se por um lado a popularidade da gastronomia italiana em Belo Horizonte é benéfica para quem pensa em se aventurar no ramo, por outro o excesso de pretensos experts pode confundir a freguesia. Por esse motivo, chama a atenção a inauguração do restaurante Est! Est!! Est!!!, há menos de uma semana, no Bairro Funcionários. Sem entrar no campo do certo e errado, o cardápio organiza receitas tradicionais e aposta em menu mensal temático de cada região do país, começando pela Puglia (duas opções individuais de quatro etapas;uma por R$ 62 e a outra por R$ 85).

 

A carta de vinho, por sua vez, contempla todas as 20 regiões italianas com 90 rótulos, impressionando pela organização, detalhamento e qualidade gráfica, algo raro em Belo Horizonte. No total, a casa trabalha com 148 rótulos de várias importadoras, com preços entre R$ 37 e R$ 579 (garrafa). Climatizada, a adega para 600 garrafas tem piso de areia branca.

 

Ainda no campo das bebidas, há pedidas típicas como licores (artesanais e importados; R$ 7,emmédia), grappas (10 tipos; entre R$ 10 e R$52, a dose) e drinques (bellini, negroni, aperol spritz etc; cerca de R$ 15, cada), além de sodas (R$ 9, cada) e águas italianas (R$ 11, cada). A casa também oferece cinco cervejas italianas (entre R$ 12 e R$ 49, cada).

 

No comando do restaurante, instalado em uma antiga casa da Avenida Getúlio Vargas, estão os mineiros Henrique e Ticiano Passini e Leonardo Pedretti. Há um italiano na cozinha: Simone Biondi. O projeto foi concebido há um ano, época em que Henrique e Leonardo deixaram a sociedade na tratoria Oro Nero, em Ouro Preto.

 

O nome da nova casa veio da história envolvendo um bispo alemão, que, às vésperas de viajar pela Itália, enviou seu “secretário” para marcar coma palavra est (“é este”) as paredes das melhores tabernas pelo caminho. Uma delas, em Montefiascone, impressionou tanto que foi identificada como est! est!! est!!!.

 

BOCHECHA “Nossa proposta é fazer comida italiana tradicional e sem invenção de moda, com receitas antigas das casas de antigamente. Quanto menos processos modernos, melhor. Nosso molho à bolonhesa, por exemplo, é feito com carne picada e não moída”, conta Henrique. Nesse sentido, destaca-se o esforço na produção própria de bacon, pão e guanciale, bochecha suína curada utilizada no preparo de pratos como o espaguete à carbonara (R$ 32, individual). Entre outras massas, também individuais, o cliente pode optar por puttanesca (R$ 29), rigatoni aos quatro queijos (R$ 34) e tagliatelle ao limão siciliano (R$ 28).

 

Ainda na seção de primeiros pratos, há cinco risotos (totalmente feitos na hora), entre eles os de cogumelos com linguiça (R$44) e de frutos do mar com tinta de lula (R$ 62), individuais. Como segundo prato, há especialidades de panela e de grelha, como frango à caçadora (ao molho de tomate com vinho; R$ 18) e bisteca à fiorentina (t-bone grelhado; R$ 62), respectivamente, ambos individuais e com guarnição do dia.

 

Saladas e entradas completam o cardápio, que, por enquanto, conta com apenas a torta mandorlaccio (de amêndoa e mel; R$14) e picolés (Diletto) como sobremesa. A casa não cobra pela água filtrada, servida em jarra.

 

EST! EST!! EST!!! Avenida Getúlio Vargas, 107, Funcionários, (31) 2526-5852. Aberto quarta e quinta, das 18h às 23h30; sexta, das 18h à 0h; sábado, das 12h à 0h; domingo, das 12h às 16h.



VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA