Aficionados pelo Comida di Buteco pretendem conferir os 41 pratos concorrentes

Mas há aqueles que preferem replicar os petiscos em casa

por Thais Pimentel 16/04/2012 15:44

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Túlio Santos / EM / D.A. Press
Movimento de consumidores no Bar da Lora, no Mercado Central (foto: Túlio Santos / EM / D.A. Press)

 

A maratona do Comida di Buteco já começou e muita gente pretende visitar os 41 bares do circuito. Caravanas de amigos são preparadas desde cedo, para que a meta seja alcançada. Nos fins de semana, Luis Fernando Teixeira Dias, de 32 anos, reúne os companheiros por volta das 11 da manhã e percorre, em média, cinco bairros por dia. O recorde dele foi nove bares em apenas um sábado. “A gente aproveita para 'pegar' uns lugares mais afastados. Aí a gente tenta matar tudo de uma vez”, conta o bancário que pretende visitar todos os 41 bares do festival.

O engenheiro Pablo Sabino, de 33 anos, reúne uma turma de 10 pessoas para dar conta do recado. “A gente pede uma porção pra todo mundo porque o nosso negócio não é degustar e sim experimentar. A ideia não é ficar no bar batendo papo, mas ser atendido rápido e sair mais rápido ainda pra dar tempo de ir a outro lugar”, revela. Para driblar a superlotação, ele já sabe quais são os horários de menor movimento dos bares concorrentes. Mas a caravana não se inibe com as filas e a falta de mesas. “Quando fica inviável pra sentar, a gente vai até o balcão e pede por ali mesmo”, conta Sabino, que frequenta o festival há oito anos.

Veja a os pratos concorrentes do Comida di Buteco 2012

Se os aficionados pelo Comida di Buteco lutam para conseguir experimentar as 41 iguarias, tem gente que nunca participou da maratona gastronômica. É o caso do fiscal de pátio do aeroporto de Confins, Deocleciano Fernandes Soares. Ele nunca foi a um bar do festival porque prefere reproduzir os pratos em casa. “Fico prestando atenção nas receitas quando passam na televisão. Até consegui fazer uma conserva de jiló, servida em um dos bares”, se referindo ao ingrediente de 2010. Como esse ano a estrela é o queijo Minas, Deocleciano já está animado a tentar replicar os petiscos. “Eu adoro queijo, mas tenho que me controlar porque me ataca o fígado”, confessa.

Os bares participantes do Comida di Buteco devem servir, juntos, cerca de 180 mil tira-gostos até o dia 13 de maio.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA