Renato Lobato comanda o Alquimia, no Bairro Santo Antônio

Restaurante é especializado em carnes finas e cervejas especiais

por Eduardo Tristão Girão 13/04/2012 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
(foto: Divulgação)
 
É sempre curioso conferir o que “apronta” um chef quando resolve ter um bar. Foi assim com Rubens Beltrão e seu extinto Inusitado (dedicado a receitas do interior mineiro) e, mais recentemente, com Massimo Battaglini e sua Salumeria Central (queijos e embutidos artesanais). Agora é a vez de Renato Lobato, proprietário de bufê e professor de gastronomia com 15 anos de experiência (sobretudo em panificação e confeitaria), que inaugurou recentemente o Alquimia. A especialidade da casa são as carnes.
“Já tinha ideia de abrir um bar um pouco mais sofisticado, um gastrobar. Comida boa, mas sem a formalidade e o requinte do restaurante”, conta Renato. Ele tem como sócio o primo Daniel Bernardes – a dupla comanda o bufê Art’s Gourmet há três anos. Os dois visitaram casas do gênero em São Paulo e, de volta a Belo Horizonte, iniciaram a reforma do imóvel onde funcionava o Chapa do Chef, no Santo Antônio.
Peça-chave no preparo das carnes na antiga casa, a chapa foi praticamente eliminada. Em seu lugar está a churrasqueira com espetos e grelhas sobre brasa de carvão. “Dessa forma, o espaço e a carne não ficam engordurados. O carvão dá efeito defumado à carne. Se usasse chapa, teria que fatiar tudo em bifes. Trabalhar com peças maiores é mais fácil no espeto, pois a apresentação fica mais bonita”, justifica Renato.
Valendo-se de carnes nacionais, argentinas e uruguaias, o chef prepara pedidas como picanha (R$ 9,60), bife de chorizo (R$ 7,80), baby beef (R$ 7,90), t-bone (R$ 7,90), coração de alcatra (R$ 6,90), costeleta de cordeiro (R$ 10) e picanha de cordeiro (R$ 9,60).
Na linha mais trabalhada estão a barriga de porco ao molho cítrico (R$ 4,20) e o curioso lombo suíno, cuja crosta de parmesão é feita com o espeto giratório em movimento (R$ 6,50). Todos esses preços são referentes a 100g (o pedido mínimo é de 300g).
Entre as porções destacam-se as criações do chef, como costelinha frita envolvida em molho picante de goiabada (R$ 36,20) e a coxinha da asa marinada na cerveja, frita e servida com molho de alho (R$ 24,80). Detalhe: esse molho consumiu dois anos só em pesquisas, até que Renato chegasse à textura de maionese sem utilizar ovo na receita (a base é de óleo e vinagre).
Ardor Todos os pedidos chegam à mesa guarnecidos com molhos de pimenta de diferentes graduações de ardor preparados pelo chef. Além de saboreá-los à vontade, o freguês pode levar qualquer um para casa por R$ 5. Saladas e acompanhamentos completam o cardápio, que, curiosamente, não lista nenhuma sobremesa, apesar de Renato ser especialista em confeitaria. Amantes de cervejas, os sócios selecionaram 36 rótulos para o bar, entre nacionais e importados (de R$ 5 a R$ 49, garrafas de variados tamanhos). Não há vinhos.
 
ALQUIMIA
Rua Leopoldina, 161, Santo Antônio. (31) 2555-9899. Aberto de terça a quinta, das 18h à 0h; sexta, das 18h à1h; sábado, das 11h às 2h; domingo, das 11h às 18h. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA