Surpresas natalinas

Restaurantes de Belo Horizonte investem em cardápio diferenciado para agradar Papai Noel

por Eduardo Tristão Girão 23/12/2011 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pedro Motta/Esp. EM/D. A Press
Lombo cozido em baixa temperatura com abacaxi, prato do menu de Natal do Café de la Musique (foto: Pedro Motta/Esp. EM/D. A Press)
Há quem diga que tudo na vida é questão de ponto de vista. O Natal pode parecer ocasião enfadonha em termos de variedade de receitas e sinônimo de pouco movimento nos restaurantes, mas em Belo Horizonte há chefs apostando na data para surpreender (e não deixar escapar) a freguesia. Há bufês, pratos e até menus completos, tudo com inspiração natalina. E os que voltarão da ceia sem as famosas sobras para o dia seguinte também terão onde ir.

“Cada vez mais as pessoas estão comendo fora de casa. No entanto, querem manter a tradição. Daí fazermos essa brincadeira de desconstruir pratos tradicionais”, diz o chef Bruno Faro, do Café de la Musique. Somente hoje, quem for ao restaurante poderá conferir um interessante menu elaborado por ele, que começa com a reinterpretação de uma receita de bacalhau da mãe: lâminas de bacalhau com espuma de batata, poeira de azeitona e molho de ervilha.

O peixe é cozido a vácuo por uma hora e a 65 graus: a proteína resultante do processo é aproveitada para fazer o clássico espanhol molho pilpil, emulsionado com azeite, limão e sal. A mesma tecnologia de cocção é empregada no preparo do prato principal, lombo de porco com farofa de castanhas e manjericão e abacaxi em dois momentos, molho e espuma. “A carne é cozida por 30 minutos a 62 graus e finalizada na grelha. Fica 100% cozida e suculenta”, garante ele.

Para sobremesa, o chef parte de receita de pudim de pão de sua mãe para servir espécie de rabanada com creme de passas pretas e farofa crocante de brioche com canela. O preço desse menu de três tempos é R$ 95 (individual) – harmonizado com três vinhos, sai por R$ 130. Será servido a partir das 20h30, sendo que depois de 0h, o ambiente será transformado em lounge e terá DJs.

SOBRA A aposta do chef Bruno Albergaria, do Oak, será no almoço de domingo. “Sempre sobra alguma coisa da ceia para o dia seguinte, mas se a pessoa vai jantar na casa de alguém, vai procurar almoço no dia seguinte. Se não houver opção, ela terá mesmo de sair para almoçar”, acredita. O almoço da casa tem três etapas, todas elas com opções de escolha (R$ 59,90, por pessoa).

Para começar, salada de mini folhas com salmão defumado e vinagrete de mostarda dijon com endro ou creme de couve-flor com lagostim salteado. De prato principal, são três opções: peru recheado com damasco e amêndoa com purê de maçã glaçada; ravióli de bacalhau na manteiga queimada com redução de vinho de porto; ou filé com farofa de feijão fradinho e bacon com espuma de cará. Torta de chocolate amargo com nozes ou gelado de iogurte com sopa de morango e caramelo de balsâmico para encerrar.

Bufê Outra casa que aposta no dia seguinte é o Saatore, que terá bufê variado das 12h às 17h: peru, cordeiro, porco, lagarto, salmão, linguado, arrozes, saladas, feijão tropeiro, massas vegetarianas e sobremesas, entre outras opções. Para comer tudo isso à vontade, cada pessoa paga R$ 88, sendo que crianças até 10 anos não pagam. Já o chef Wilson Gonzaga, do D’Istinto, investiu num único prato, o lombo recheado com frutas secas e castanha portuguesa, servido com arroz negro e cerejas frescas (R$ 45), que ficará no cardápio por tempo indeterminado.
 
Onde ir 
 
Café de la Musique
Rua Bárbara Heliodora, 123, Lourdes, (31) 2512-3852.
D’Istinto
Rua Maranhão, 1.123, Funcionários. (31) 3223-5327.
Oak
Rua Curitiba, 2.164, Lourdes, (31) 2512-2768.
Saatore
Avenida Álvares Cabral, 1.171, Lourdes, (31) 3339-3168. 


VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA