Sabor renovado

Forneria Pizza Mu, no Cruzeiro, inova nas redondas e aposta em massas especiais

por Eduardo Tristão Girão 14/10/2011 07:00

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Pedro David/Esp. Em/D.A Press
Fettuccine ao alho negro é uma das pedidas de massas da casa recém-inaugurada em BH (foto: Pedro David/Esp. Em/D.A Press)
A culpa é do forno. Enquanto ele foi construído e curado (o que levou um bom tempo), os proprietários da recém-inaugurada Forneria Pizza Mu decidiram apostar não apenas em pizza, mas também em massas e pães feitos no local. Aberta no imóvel do extinto The Bonez (que sucedeu o Feliz, por sua vez), a casa mantém a receita da pizza já conhecida pelo público e, com o chef argentino Martin Bruno, incrementa o cardápio com novos sabores (mais gourmet), além nhoques, fettuccines, lasanhas e o fornelloni – este último é criação dele.

“Montamos equipe e definimos conceito durante as obras”, lembra Gustavo. Aparentemente um forno como outro qualquer, o equipamento funciona a gás, embora também possa ser alimentado com lenha. Pode chegar a temperaturas superiores a 500 graus e, durante os testes, ele e a equipe testaram uma série de receitas. Assim, descobriram seu potencial gastronômico e perceberam que poderiam diversificar o cardápio.

De certa forma, essa é também uma maneira de Gustavo e Milton voltarem ao front gastronômico. Desde a dissolução da sociedade com José Scottini (o Mu), em 2008, os irmãos ficaram com o delivery (mantendo o nome Pizza Mu) e Mu com a pizzaria, que teve o nome trocado para Caraíva. “Desde então queríamos ter novamente uma casa”, conta Gustavo. Inicialmente procuraram um local para alugar no inchado bairro de Lourdes, mas viram oportunidade no imóvel atual. Foram quatro meses de reforma.

Com capacidade para 140 pessoas, a casa tem 14 mesas numa agradável área ao ar livre. O salão interno tem mesas de madeira com velas, algumas agrupadas em torno de sofás vermelhos. O forno fica à vista do freguês, bem como a adega climatizada.

Pedro David/Esp. Em/D.A Press
Pizza de couve com linguiça é uma das criações da Forneria (foto: Pedro David/Esp. Em/D.A Press)


Hermano
“Massa é prato forte na Argentina. A alimentação lá tem a ver com farinha, seja nas empanadas, massas ou pães. Metade do que os argentinos comem é massa. Quando eles vêm para cá, assustam com as pizzas, pois não estão acostumados com tanta muçarela, nem com tantos sabores. Frango, por exemplo, não é usado na pizza”, conta o chef Martin, que veio de lá há seis anos. Mesmo assim, respeita o gosto brasileiro tanto na textura da massa como na variedade e quantidade do recheio.

A massa é a mesma utilizada no delivery do Pizza Mu e o que ele fez foi trabalhar melhor a apresentação e desenvolver alguns sabores novos, visto que o fator transporte limita bastante as possibilidades gastronômicas. Algumas das novidades são as pizzas de couve com linguiça (R$ 36), rosbife ao molho de pimenta verde (R$ 45) e cogumelos na manteiga com shoyu (R$ 43). No total, são 44 sabores, entre salgados e doces. Há também calzones (R$ 33, cada, em média).

O fornelloni, receita do argentino, é uma espécie de ravióli, porém grande e alto: o prato individual vai de R$ 29 a R$ 39, incluindo recheios de quatro queijos, camarão, salmão, carne de sol e alho negro. O restante das massas soma 12 pedidas (sempre finalizadas no forno), a maioria na casa dos R$ 30 (individual). Entradas, saladas e sobremesas completam o cardápio. A carta de vinhos tem 76 rótulos (Athelier do Vinho, Casa Rio Verde, Decanter e Zahil), com preços entre R$ 39 e R$ 220. Às quartas, a casa vende espumante rosê nacional a R$ 32 (garrafa de 750ml).

Forneria Pizza Mu
Rua Minas Novas, 11, Cruzeiro. (31) 3024-6565. Aberto de terça a sábado, das 18h30 à 1h; domingo, das 12h às 17h.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GASTRONOMIA