Equipes favoritas são eliminadas na repescagem do Campeonato Mundial de Dota 2

OG e Na'vi deram adeus ao International 6. Atual campeã segue na disputa. A Time Wings Gaming surpreende com formações que fogem do tradicional

por André Lopes 11/08/2016 09:17

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Reprodução
(foto: Reprodução)

Enquanto na Olimpíada Rio 2016, os norte-americanos Michael Phelps e Simone Biles confirmaram o favoritismo e fizeram bonito, grandes jogadores do International 6 como Miracle e Dendi não conseguiram levar seus times a vitória, OG e Na’Vi, respectivamente, e foram eliminados no Lower Bracket Round 2, que equivale à fase de repescagem da competição.

Outras equipes favoritas como a Secret e Vici Gaming também caíram.

O campeonato mundial de Dota 2 está sendo disputado em Seattle, nos Estados Unidos, até o dia 13.

 

Se você quer assistir à competição ao vivo, clique aqui. 

Entenda o regulamento


O International 6, que arrecadou mais de US$20 Milhões, é disputado por 16 clubes, divididos em dois grupos de oito. Nenhuma equipe é eliminada na primeira fase, os quatro primeiros de cada grupo se classificam para Upper Bracket, uma chave superior, onde o caminho à final é mais rápido e caso percam, elas não são eliminadas, vão para a repescagem.

As equipes restantes nos grupos, não classificadas para a chave superior, vão para o Lower Bracket Round, a chave mata-mata inferior, uma repescagem em que o caminho até a final é mais longo. Perdendo nesta fase, elas dão adeus ao torneio.

Chineses surpreendem


Na primeira fase da repescagem, grandes equipes como Na’Vi, Secret e VG foram eliminadas. Apesar das estrelas, esses times fizeram um torneio ruim e não passaram dos 6 pontos na fase de grupos.

Já a OG, de Miracle, dono do maior ranking individual do mundo (MMR Solo), foi líder do Grupo 1, mas caiu na primeira fase da chave superior e também foi eliminada na repescagem. A OG é estreante em um International e talvez a falta de experiência em torneios deste porte pode ter sido a razçao da eliminação.


Mas não é só de zebras e azarões que o International vive, um bom exemplo disso é a equipe chinesa da Ehome, que se classificou para o torneio no Wild Card, fase preliminar do torneio. Ela liderou o grupo 2, mostrando muito trabalho em equipe e equilíbrio, campanha que lembra a CDEC na edição anterior.

Os atuais campeões do torneio, a EG, se mantêm firme na disputa, com ótimas jogadas de Sumail e Fear. Além da Ehome, outra surpresa do torneio é a equipe Wings Gaming, que ficou em terceiro lugar do grupo 1 e teve como destaque, as novas formações e picks, indo na contramão do metagame - estilo de jogo que é mais comum.

André Lopes é social media da Mopix.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES