LOL e Dota são as novas sensações dos jogos multiplayer online

O gênero se popularizou tanto que se tornou um esporte eletrônico

por André Lopes 17/05/2016 13:21

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Divulgação
O LOL é o mais popular no Brasil e DOTA 2 foi o predecessor do gênero (foto: Divulgação)

Provavelmente, você já ouviu falar de League of Legends. Para os mais íntimos, LOL ou até do seu concorrente e predecessor, DOTA – Defense of the Ancients. Esses games são os carros-chefes de um gênero que vem se tornando cada dia mais popular no Brasil e no Mundo, o MOBA.

De um mod (jogo feito a partir de outro) a um marco na atual geração de games, o Gênero MOBA (Multiplayer Online Battle Arena) mistura tudo que um jogador aprecia: RPG, estratégia, agilidade, combate e trabalho em equipe, além de inúmeras outras características chamativas nos jogos que fizeram o gênero tão popular que se tornou um esporte. Na verdade, trata-se de um e-sport, um esporte de jogos eletrônicos - mas nada que um esporte comum não tenha: equipes, disciplina, jogadores profissionais, repercussão, patrocinadores e grandes premiações.

Independentemente do jogo, o MOBA tem o seguinte mote: cinco jogadores contra cinco jogadores, duas equipes e três trilhas; cada jogador escolhe um personagem com características e funções diferentes. Por exemplo: existe o personagem que é melhor em habilidades mágicas, outros são muitos resistentes, alguns destroem torres com facilidade e,nesse contexto, são montadas estratégias nas duas equipes para vencer o jogo.

Divulgação
O Dota 2 disponibiliza todos os personagens nas partidas (foto: Divulgação)

Além de todo o seu repertório, a democratização do gênero vem se destacando nos últimos anos. Um fator que proporciona isso é que os jogos são gratuitos e de fácil aprendizado, bem elaborados para um público jovem. O League of Legends, por exemplo, possui uma interface interativa, chamativa e didática. O jogador mantém a empolgação em continuar jogando, não somente pela jogabilidade, mas também pelo universo criado pelo game. Apesar de o game não ser um produto pago, ele contém conteúdos exclusivos para os jogadores, que são incentivados a investir no game, personalizando seu conteúdo - como as skins (aparência do personagem), por exemplo. Essas skins não melhoram o rendimento dos personagens na partida, diferentemente dos jogos comuns em que o jogador, automaticamente, paga para jogar.

Em seu rival DOTA 2, que também é gratuito na plataforma Steam, na fase inicial do jogo - chamada Beta - os jogadores respondiam a questionários e participavam de sorteios para ter acesso ao jogo. Posteriormente, o jogo foi liberado para todos na Steam. Essa plataforma foi muito impulsionada no game, principalmente na compra de outros jogos pelos novos jogadores; o antigo jogador de Dota, que normalmente jogava em servidores piratas, agora tem uma conta na plataforma e é impulsionado, diariamente, por promoções de jogos em cópias digitais, além da comunidade de jogadores ser unificada.

Divulgação
Equipes de League of Legends são patrocinadas e participam de campeonatos em estádios lotados (foto: Divulgação)

Diferentemente do LOL, no DOTA todos os personagens são liberados; também são vendidas skins para os personagens do jogo. O grande diferencial do DOTA 2 é que a comunidade do jogo dentro da Steam tem acesso a um workshop de desenvolvimento gráfico. Os jogadores e desenvolvedores independentes podem enviar criações de skins, HUDs (interface) dos seus personagens favoritos e negociá-los com a própria Valve - desenvolvedora da Steam e do Dota 2. Um novo mercado se abre dentro do universo do game, proporcionando uma grande movimentação financeira em um mercado cada dia mais abrangente que fatura milhões.

André Lopes é social media da Mopix

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES