Ubisoft rebate críticas e confirma que Rainbow Six: Siege terá reféns homens e mulheres

Distribuidora foi acusada de ser sexista após polêmicas em jogos

por Fernanda Machado 25/06/2014 16:55

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Ubisoft/Divulgação
(foto: Ubisoft/Divulgação)
Apesar de ter impressionado boa parte do público com seus jogos durante a E3, a Ubisoft recebeu críticas de um lado que não esperava: foi acusada de ser sexista por portais internacionais, principalmente pela ausência de uma protagonista mulher e Assassin's Creed: Unit e o pelo fato de que a refém em Rainbow Six: Siege ser do sexo feminino.

Rebatendo as críticas, o desenvolvedor da Ubisoft Olivier Couture disse em entrevista ao site Rocket, Paper, Shotgun que Rainbow Six: Siege terá sim reféns de ambos os sexos, homens e mulheres. Segundo ele, uma personagem mulher foi usada durante a demonstração da E3, mas isso não significa que é a regra no jogo. Ele também afirmou que a equipe está trabalhando em reféns realistas, que se escondem dos tiros, tossem quando há fumaça e reagem às explosões.

Sobre as acusações em Assassin's Creed, a Ubisoft argumentou que o trabalho para implementar protagonistas dos dois sexos seria dobrado e, por economia de recursos, a opção de uma personagem feminina foi cortada.

Assista ao vídeo 'polêmico':

 

 

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES