Personagem feminina foi cortada do modo cooperativo de Assassin's Creed Unity

Justificativa foi a falta de recursos

por Fernanda Machado 11/06/2014 11:58

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.
Em Assassin's Creed III: Liberation, a protagonista era uma mulher negra
(foto: Em Assassin's Creed III: Liberation, a protagonista era uma mulher negra)
A opção de jogar com uma personagem mulher no modo cooperativo de Assassin's Creed Unity foi cortada. O personagem principal do jogo será o herói revolucionário Arno e quando jogar com outros jogadores, eles também serão homens, ainda que com aparências e estilos customizáveis. Em entrevista ao site Polygon, Alex Amancio, diretor criativo na Ubisoft Montreal, explicou que a decisão foi tomada pela falta de recursos.

“É o dobro de animações, o dobro de dublagens e além de tudo isso o dobro de elementos visuais. Como teremos assassinos customizáveis, seria realmente muito trabalho extra de produção”, disse ele. “Nós começamos a fazer, mas tivemos que abandonar”, complementou o level designer Bruno St. Andre.

O multiplayer competitivo também foi cortado do jogo – o que significa que as personagens mulheres, que sempre estiveram presentes nessa modalidade, não serão mesmo jogáveis.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES