Microsoft abre a E3 2014 com conferência recheada de novos jogos

Xbox One aposta apenas no essencial durante a feira; veja como foi

por Marcelo Faria 09/06/2014 19:15

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

RECOMENDAR PARA:

INFORMAÇÕES PESSOAIS:

CORREÇÃO:

Preencha todos os campos.

Divulgação/Microsoft
(foto: Divulgação/Microsoft)
A Microsoft abriu a E3 2014, que acontece nesta semana em Los Angeles, com uma conferência focada apenas no mais importante: jogos. Sem falar do Kinect, das capacidades de central de entretenimento do Xbox One ou de qualquer outro assunto que não seja o essencial, os 90 minutos foram reservados para novidades, trailers e detalhes de jogabilidade dos títulos que estão sendo produzidos para a plataforma, tanto exclusivos quanto multiplataformas.

A conferência começou com Call of Duty; Advanced Warfare, o jogo de tiro da Activision que já havia sido anunciado. A novidade é que quem joga no Xbox One terá acesso antecipado aos conteúdos extras do FPS, que deve chegar em novembro deste ano. A franquia Forza teve seus minutos de destaque em seguida, com o anúncio de que o circuito de Nürburgring será incluído gratuitamente em Forza 5 e um trailer mostrando mais de Forza Horizon 2, jogo de corrida em mundo aberto que chega em setembro.

Depois disso a apresentação da Microsoft seguiu em ritmo frenético com um pouco de Evolve, da Turtle Rock; Assassin's Creed Unity – que terá multiplayer cooperativo para até quatro jogadores; e Dragon Age: Inquisition, que também terá conteúdos com lançamento antecipado no Xbox One.

 

Em seguida, um trailer bem divertido apresentou Sunset Overdrive, o shooter nada sério da Insomniac, que tem um visual cartunesco, colorido e cheio de onomatopeias. No vídeo, jogos de tiro tradicionais, com soldados machões que se escondem atrás de caixas de madeira, foram alvos de chacota, dando a entender que neste jogo o estilo envolve saltos malucos na frente dos inimigos e não táticas semi-realistas de combate. Aproveitando a 'zueira', o assunto seguinte foi Super Ultra Dead Rising 3 Arcade Remix Hyper Edition EX+ Alpha. Esse nome imenso será um novo DLC para Dead Rising 3 que fará piada com tudo da Capcom, como Street Fighter, Captain Commando e Darkstalkers, além da própria nomeclatura dos seus jogos. Parece bem divertido e terá um modo multiplayer para até quatro jogadores.


Dance Central Spotlight, da Harmonix, foi o assunto em seguida. O jogo de dança usará o Kinect e tem como novidade um modo Fitness. O lançamento, exclusivamente no Xbox One, será em setembro. Fable Legends, da Lionhead, tomou o palco em seguida. O jogo de estratégia já havia sido anunciado no ano passado e foi apenas demonstrado um modo de jogo em que um dos jogadores assume o papel de vilão e avacalha a vida dos outros colegas colocando inimigos e armadilhas no cenário.

O próximo produto apresentado foi Project Spark, a ferramenta de criação de jogos da Microsoft. Também não foram apresentados muitos detalhes, mas Conker, do jogo de 2001 no Nintendo 64, reapareceu nos vídeos, sem deixar claro se ele é um convidado especial ou apenas uma das possibilidades da ferramenta.

 

O jogo seguinte foi Ori and the Blind Forrest, da Moon Studios. Aparentemente, é um jogo de plataforma em que o personagem principal é uma espécie de esquilo/fada etéreo que é acompanhado por uma espécie de urso de máscara. Tanto o visual quanto a trilha sonora são maravilhosos, remetendo ao estilo de Hayao Miyazaki.

E mesmo depois de tantos jogos bem interessantes, a Microsoft conseguiu arrancar gritos da plateia da sua conferência de imprensa ao anunciar Halo: The Master Chief Collection, basicamente os quatro primeiros jogos da série principal de Halo com modo multiplayer completo, tratamento visual atualizado e até sons melhorados. A coleção ainda permite que os mais saudosos voltem para os gráficos antigos no meio do jogo, escolhendo como prefere jogar. A série Halo: Nightfall, de Ridley Scott, também estará no mesmo pacote, além de acesso antecipado ao beta de Halo 5 Guardians, que começa em dezembro. Parece o tipo de compra essencial para os fãs de Halo.

 

 

A euforia continuou nos momentos seguintes, quando foram revelados mais alguns jogos para o Xbox One com lançamento previsto para 2015. Inside, um jogo de plataforma com visuais minimalistas e bem bonitos, da Playdead, os mesmos criadores de Limbo, que apareceu pela primeira vez no Xbox 360.

Rise of the Tomb Raider foi anunciado em seguida. Ele será uma sequência para o excelente Tomb Raider de 2013, que recria a arqueóloga mais querida dos games de uma forma bem intensa. Pelo trailer, o novo jogo seguirá o mesmo estilo.

A equipe da CD Projekt RED subiu ao palco depois disso para apresentar um pouco da jogabilidade de The Witcher 3: Wild Hunt. Basicamente, foi exibida uma caçada a um grifo. Na sequência, Phanton Dust foi anunciado com um trailer – o jogo será um remake/reboot do homônimo lançado no primeiro Xbox, em uma tentativa fracassada de atrair a atenção do público japonês. Sem pausas, a jogabilidade de The Division, da Ubisoft, foi apresentada em seguida, mostrando que o estilo do jogo é bem semelhante aos últimos Rainbow Six, com todo o sistema de cobertura e foco em táticas de equipe.

Depois foi a vez de Scalebound, da Platinum Games, os mesmo criadores de Bayonetta. Apenas um trailer foi apresentado. Parece que o personagem principal do jogo enfrenta criaturas imensas com a ajuda de uma espécie de dragão, bem no estilo de alta fantasia japonesa. E para fechar a conferência, Crackdown 3 foi anunciado com um vídeo em que um grupo de superpoliciais do futuro detona um chefão do crime da forma mais espalhafatosa e explosiva possível. Bem no clima da franquia, que é exclusiva da Microsoft.

 

 

 

A conclusão após 90 minutos de jogos, a sensação é de que, depois de anos focando na parte multimídia dos seus consoles, a Microsoft finalmente ouviu os fãs. Ao encerrar a conferência, Phill Spencer, chefe da divisão Xbox, disse exatamente isso, acrescentando: “Nós continuaremos ouvindo vocês”.

VÍDEOS RECOMENDADOS

MAIS SOBRE GAMES